As principais invenções de Leonardo da Vinci

Leonardo di Ser Piero da Vinci ou mais conhecido somente como Leonardo da Vinci, nasceu no pequeno vilarejo de Vinci, nas proximidades de Florença, em 1452. Foi um polímata, ele se destacou como cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico.

Ele ainda é conhecido como o percursor da aviação e da balística. Sem dúvida, ele teve um papel importantíssimo na história. Abaixo listo suas principais invenções.

Perfuradora de toras

Essa perfuradora inicialmente era incapaz de romper raízes muito grossas.Por isso foi idealizada com o foco em instalação de tubulações subterrâneas e foi aperfeiçoada ao longo dos anos. “Durante boa parte de sua vida, Leonardo trabalhou em locais equivalentes às oficinas metalúrgicas ou mecânicas de hoje, fazendo dispositivos, como garras, grandes parafusos e roscas sem fim”, afirma Gildo Magalhães, professor de História e Ciência da Universidade de São Paulo (USP).

Bicicleta

Apesar de não comprovada que essa invenção seja de Leonardo Da Vinci, já que, no esboço em que foi encontrada, havia a assinatura de seu pupilo Salai. Segundo o historiador Luco Paolo: “Não podemos creditar essa invenção a Leonardo, mas também não temos como inferir que seu pupilo a desenhou. Na restauração do Madri, um dos muitos códigos de Leonardo, foi encontrado este desenho no meio de duas páginas coladas. Os críticos concordam que seu aluno poderia ter copiado a bicicleta de um modelo visto na oficina de Leonardo, uma vez que ele não possuía habilidade para conceber tal criação”.

Artefato para caminhar sobre a água

Desde sempre o ser humano sonhou em andar sobre a água. Por isso Leonardo criou um artefato que funcionava com serras hidráulicas e dois bastões com círculos nas extremidades, e conforme havia movimento de fricção entre a prancha e a água a roda na parte inferior da prancha estaria em contato com água, fazendo com que o indivíduo “deslizasse” sobre a mesma.

“Era um sistema simples para a travessia de rios e lagoas e demonstra, mais uma vez, a preocupação de Leonardo com os momentos de grandes enchentes, pois o equipamento era destinado a essas situações”, ressalta o historiador Luca Paolo.

Asa-delta

Leonardo Da Vinci sempre foi obcecado por encontrar um jeito de voar. Desenhou várias máquinas voadoras, mas a asa-delta planadora é a mais famosa.

É bem similar ao modelo que se conhece hoje, o artefato consiste em uma grande asa capaz de planar, na qual o piloto vai acoplado na parte de baixo, por meio de cordas e presilhas.

Ponte giratória

A ponte giratória é utilizada até hoje, no passado se usava muito para evitar que invasões inimigas. Ela pode ser enrolada e recolhida facilmente e é feita de materiais leves, mas fortes, como madeira.

“Mais uma de tantas pontes que Leonardo chegou a desenhar e, certamente, uma de suas invenções mais utilizadas até hoje”, conta o historiador Luca Paolo.

Aparelho para mergulho submarino

Outra obsessão de Leonardo era o mar e claro, também a submersão. Seus aparelhos para mergulho eram de couro, conectados a um snorkel feito de cana e um cinto que flutuava na superfície.

“Trata-se de um sistema de mergulhador com dois canos feitos de pele animal pelos quais o ar desce e sobe através de uma bomba manobrada da terra firme. Seria utilizado para ataques surpresa debaixo d água. Ele chegou também a desenhar um submarino acionado pela força humana e movido através de engrenagens”, relata o historiador Luca Paolo.

Paraquedas

O equipamento é semelhante ao paraquedas atual, só que em formato de pirâmide. A ideia de Da Vinci foi aprimorada e até hoje tem grande utilidade.

O modelo original foi testado 500 anos depois de ser criado, em 25 de junho de 2000, pelo britânico Adrian Nicholas. Nicholas construiu o paraquedas idêntico ao de Da Vinci e obteve sucesso em sua aventura.

“Leonardo percebeu que um objeto cônico como o paraquedas, dependendo da sua medida, poderia diminuir a velocidade da queda de um objeto. Isso porque o ar, mesmo intocável, oferece resistência. E se a superfície em questão fosse suficientemente grande, poderia frear a queda de um homem”, explica Luca Paolo.

 

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.