Nadia Rodríguez Lovera e Luisa Nallely Espinoza Rendón, estudantes de nutrição da UVM Texcoco, disseram que os gafanhotos são reconhecidos como pragas.

No entanto, eles lembraram, eles são considerados um dos alimentos pré-hispânicos mais representativos da culinária mexicana, que é valorizada tanto pelo seu sabor quanto pela sua contribuição nutricional.

Os alunos garantiram que os insetos desempenham um papel importante na nutrição humana, uma vez que são uma excelente fonte de proteínas e nutrientes de alta qualidade.

Além disso, são ricos em fibras e micronutrientes como ferro, magnésio, fósforo, manganês, selênio e zinco.

“A composição de aminoácidos da maioria dos alimentos à base de insetos é melhor do que a referência padrão recomendada pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS)”, eles comentaram.

Os criadores do produto optaram por produzir uma farinha com a intenção de prolongar a vida útil do produto, uma vez que a maior população em risco de desnutrição está localizada em áreas de difícil acesso ou marginalizadas.

Segundo dados da OMS, em todo o mundo estima-se que 35% (3,5 milhões) de mortes de menores de 5 anos ocorram devido à desnutrição.

Enquanto no México, 7,5% das crianças entre 5 e 14 anos sofrem desnutrição crônica na população urbana e esse número dobra nas áreas rurais.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários

Temos diversas bolsas de estudo em mais de 1.200 faculdades de todo país, confira aqui: https://engenhariae.com.br/bolsas-estudo