No dia 14 de março é comemorado mundialmente o “Dia do Pi”. A data – lida como 3/14 no padrão inglês – faz alusão ao valor aproximado da constante matemática, equivalente a 3,14. É normal celebrar a ocasião comendo saborosas tortas (uma brincadeira entre “pi” e “pie“, na língua inglesa), mas o Google resolveu inovar e conquistar um feito que foi parar no livro de recordes do Guinness.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Foi anunciado em um post no blog Google Cloud a façanha de calcular o valor de pi em 31,4 trilhões de casas decimais – 31.415.926.535,897, para ser mais exato. Para tanto, foi utilizado um y-cruncher, programa que computa trilhões de dígitos de várias constantes matemáticas. A ferramenta usada pelo Google foi desenvolvida por Alexander J. Yee.

O cálculo teve início ainda no ano passado, em 22 de setembro, e terminou apenas em 21 de janeiro. Durante esses 121,1 dias, o Google usou 96 CPUs virtuais, 1.4 TB de memória RAM, leu um total de 9.02 PB em dados e escreveu outros 7.95 PB. Para se ter uma ideia da dimensão, um petabyte (PB) é equivalente a 1000 terabytes (TB).

O resultado surpreendentemente alto, além de conferir ao Google o título de recordista mundial, também significa a primeira vez que o recorde foi quebrado usando a tecnologia da nuvem. O detentor anterior, Peter Trueb, havia alcançado o feito usando as fórmulas BBP e de Bellard, em novembro de 2016. A parceria Google-Yee ultrapassou Trueb por quase nove trilhões de dígitos.

Caso queira saber mais, você pode acessar o artigo do Google ou ver o vídeo abaixo:

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.