Você gostaria de ter uma faca de açougueiro que se transforma em um estojo de celular

Ou quem sabe uma “cadeira feliz” que faz cócegas em seus pés e costelas com estranhos braços robóticos?

Essas criações absurdas, mas engenhosas, nasceram da mente de um soldador que se transformou em um inventor que é uma sensação na internet. Seu nome é Geng Shuai e eles o chamam de o “Edison inútil” da China.

“Minhas invenções nem sempre atendem às minhas expectativas em termos de utilidade … elas são basicamente dispositivos coloridos que tornam a vida das pessoas feliz. Esse é o seu verdadeiro valor “, disse ele à BBC.

As invenções extravagantes deste soldador rural chinês são admiradas e compartilhadas por milhares de pessoas na internet.

Shuai, de 31 anos, diz que costuma ficar até a meia-noite pensando em suas futuras criações.

Em sua oficina modesta em uma cidade na província de Hebei, nordeste da China, ele faz seus estranhos dispositivos, que ele compartilha nas redes sociais.

Veja algumas de suas invenções no vídeo abaixo:

Seu primeiro vídeo foi publicado em 2017 e, desde então, sua fama cresceu e alcançou 2,7 milhões de seguidores em um popular aplicativo de vídeo curto chamado Kwai (ou Kuaishou) com mais de 700 milhões de usuários em todo o mundo.

Além disso, tem cerca de um milhão de seguidores no Weibo, o Twitter da China.

O jovem inventor, que deixou a escola aos 16 anos, diz que trabalhou durante anos em ofícios que odiava. Agora ele ganha dinheiro suficiente para sustentar sua família, diz ele.

Na verdade, ele diz que ganha até três vezes mais do que ganhava como soldador graças às redes sociais, porque embora ele não venda muitas de suas invenções, seus milhares de seguidores pagam a ele com fichas (moedas virtuais). Além disso, a publicidade online também gera renda.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.