Se você tem um smartphone, as chances são altas de que você tenha pelo menos uma conta na nuvem para armazenar suas fotos e vídeos. Mesmo se você não se inscreveu em um, a maioria dos dispositivos inteligentes vem com uma conta incluída em seu software. 

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

A computação em nuvem não está apenas mudando a forma como armazenamos e compartilhamos nossas imagens – ela também está causando impacto na pesquisa científica. 

Um excedente de dados

A pesquisa científica moderna gera uma enorme quantidade de dados. Coisas como o genoma humano ocupam cerca de 200 gigabytes, e esse genoma não é perfeitamente sequenciado. 

As ferramentas atuais podem gerar gigabytes ou terabytes de dados, deixando os pesquisadores humanos se esforçando para encontrar locais para armazená-los. 

Se os pesquisadores reunirem os dados coletados com algoritmos de aprendizado de máquina e inteligência artificial, eles poderão obter ainda mais resultados. Esses programas analisam os dados para padrões que levariam semanas em pouco tempo.

Reduzindo Custos

O mercado de computação em nuvem está explodindo. Em 2008, o setor valia apenas US $ 46 bilhões. Em 2012, esse número triplicou para US $ 150 bilhões, com cerca de 72% das empresas mudando para a computação em nuvem.

Embora você precise pagar pelo armazenamento em nuvem para qualquer coisa acima de 1 gigabyte, na maioria dos casos, ele acaba sendo mais econômico para usar a nuvem do que para cada laboratório comprar e manter seus discos rígidos no local. 

Comunicação e Colaboração

Talvez uma das aplicações mais interessantes da computação em nuvem na pesquisa científica seja o potencial de comunicação e colaboração entre equipes de pesquisa. 

Enquanto a maioria dos cientistas é muito protetora de seus experimentos, a colaboração não é inédita, e ter todos os dados armazenados na nuvem torna mais fácil. Em vez de enviar uma unidade flash USB ou disco rígido para a outra equipe, tudo o que você precisa fazer é fornecer a senha para sua conta na nuvem e acessar todos os dados remotamente.

A segurança é sempre uma preocupação com qualquer sistema em rede, seja armazenado na nuvem ou em uma unidade física, mas o armazenamento em nuvem é mais seguro do que a maioria das pessoas pensa. 

Considerações Finais

O armazenamento em nuvem não é um conceito novo, mas está se tornando mais acessível. Muitas empresas rejeitaram o modelo interno de armazenamento de dados em favor do uso da nuvem. 

Os cientistas podem potencialmente fazer descobertas mais rapidamente, utilizando este modelo de armazenamento remoto e emparelhando-o com ferramentas como processamento paralelo, aprendizado de máquina e inteligência artificial.

O tempo só dirá o que o futuro reserva para a computação em nuvem na pesquisa científica. Como existe atualmente, é uma ferramenta inestimável para reduzir o desperdício de espaço no laboratório, incentivar a colaboração e até encontrar respostas para perguntas que eles ainda não sabem fazer. 

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.