O Prêmio Nobel de Química 2019 foi concedido hoje, 9 de outubro a três cientistas – John B. Goodenough (americano), M. Stanley Wittingham (britânico) e Akira Yoshino (japonês) – pelo desenvolvimento de baterias para telefones celulares, íon de lítio.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

O anúncio foi feito em Estocolmo, na Suécia, pela Real Academia de Ciências. A informação foi dada pelo secretário geral da academia, Goran Hansson. Os ganhadores dividirão o prémio de 9 milhões de coroas suecas, equivalente a R$ 3,7 milhões.

Bateria de íon de lítio é um tipo de bateria recarregável muito utilizada em equipamentos eletrônicos portáteis, como celulares, por exemplo.

Armazenam o dobro de energia que uma bateria de hidreto metálico de níquel e três vezes mais que uma bateria de níquel cádmio.

Aos 97 anos, o americano John B. Goodenough passa a ser a pessoa mais velha a ganhar o Nobel. Ele nasceu em 1922 em Jena, na Alemanha, e ocupa a Cadeira Cockrell em Engenharia na Universidade do Texas em Austin, nos Estados Unidos.

O britânico M. Stanley Whittingham, de 77 anos, é professor na Universidade Binghamton, parte da Universidade Estadual de Nova York, também nos Estados Unidos.

O japonês Akira Yoshino, de 71 anos, é professor na Universidade Meijo, em Nagoya, no Japão, e Membro Honorário da corporação Asahi Kasei, em Tóquio.

Sobre a pesquisa

Em uma bateria existe dois polos, chamados de eletrodos: o ânodo, polo negativo e o cátodo, polo positivo. Eles são separados por um eletrólito, que é tipicamente um líquido que pode acomodar cargas – ou íons.

Os eletrodos são separados, às vezes, por uma barreira que impede que eles encostem um no outro – se isso acontecesse, haveria o que chamamos de curto-circuito.

Imagem que reproduz, de forma simplificada, o funcionamento de uma bateria de íons de lítio — Imagem: Reprodução/YouTube prêmio Nobel

“Existem reações químicas acontecendo dentro de cada eletrodo, isso gera elétrons que passam dentro do circuito elétrico e abastecem o dispositivo em questão.

Quando olhamos para o desenho, pode parecer relativamente fácil fazer uma bateria, mas esse definitivamente não é o caso. É muito, muito difícil projetar e desenvolver baterias funcionais e eficientes.

 

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

1 comentário

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here