Foto: Jose M. Madiedo

Observadores do eclipse lunar de segunda-feira foram abençoados com a primeira aparição conhecida de um impacto de meteorito durante tal evento.

A chamada “lua de sangue” foi avidamente assistida por milhões de pessoas em todo o mundo, principalmente via streaming de vídeo ao vivo. Durante o eclipse, algumas pessoas notaram um pequeno clarão, uma pequena mancha amarelo-clara, aparecendo na superfície lunar durante as transmissões online.

Um usuário do Reddit levantou a possibilidade de que este fosse um impacto de um meteorito e outros usuários então começaram a vasculhar imagens do eclipse em busca de novas evidências do evento. Um flash é visível em pelo menos três vídeos diferentes.

José Maria Madiedo, da Universidade de Huelva, na Espanha, confirmou que o impacto é genuíno. Durante anos, ele e seus colegas esperavam observar um impacto de meteorito na Lua durante um eclipse lunar, mas o brilho desses eventos pode tornar isso muito difícil – impactos de meteoritos lunares foram filmados antes, mas não durante um eclipse.

Nesta ocasião, Madiedo dobrou o número de telescópios voltados para diferentes partes da lua – de quatro para oito – na esperança de ver um impacto. “Eu tive um pressentimento, desta vez será a hora que vai acontecer”, diz Madiedo.

Após o eclipse, o software identificou automaticamente um flash em imagens gravadas por vários de seus telescópios. Isso ajuda a confirmar que os flashes vistos pelos observadores ao vivo não eram apenas anomalias ópticas nos sensores da câmera.

“Fiquei muito, muito feliz quando isso aconteceu”, diz Madiedo. Ele observa que o flash era bastante brilhante e atingiu a lua em um momento em que o eclipse não era excessivamente luminoso em si, talvez facilitando a detecção do impacto.

Embora ele ainda não tenha calculado formalmente uma estimativa para o tamanho da rocha espacial que colidiu com a lua, Madiedo acha que provavelmente pesava cerca de dois quilos e era mais ou menos do tamanho de uma bola de futebol.

“A combinação de uma superfície escura e muita gente assistindo tornou muito mais provável que o flash de impacto fosse visto – e nos lembra que o sistema solar ainda é um lugar muito dinâmico”, diz Robert Massey na Royal Astronomical Society.

Confira o vídeo abaixo:

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.