O escritor e filósofo Fernando Pessoa disse certa vez: “Olha, não há metafísica na terra como chocolates.” Há algo de mágico no chocolate, o sabor e textura especial tem um lugar nos corações e mentes de crianças e adultos ao redor do mundo.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Com uma rica história que remonta a mais de 2000 anos, hoje o consumo mundial de chocolate a cada ano é estimado em milhões de toneladas.

No entanto, a obsessão do mundo com o “great chocolate” pode ser mais ciência do que magia com pesquisadores da Universidade de Edimburgo, afirmando que o segredo por trás de deliciosos centros de chocolate em torno de uma complexa mistura de ciência.

Criando um “great chocolate”

Uma técnica de mistura de 140 anos é responsável pela suavidade da textura. Conhecidos como conching, os pesquisadores descobriram a física por trás desse processo e seu poder de produzir chocolate delicioso.

Embora você tenha certeza de obter os benefícios óbvios do chocolate, há um método para a loucura dos pesquisadores. As descobertas apresentadas na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências, podem abrir as portas para a produção de chocolate, que não é apenas menor em teor de gordura, mas pode ajudar a tornar o processo de fabricação de chocolate mais eficiente energeticamente.

Imagine ter chocolate que não seja apenas bom para você, sustentável e delicioso?

O processo

Desenvolvido pelo confeiteiro suíço Rodolphe Lindt, em 1879, os pesquisadores usaram seu processo de “conchagem” para entender melhor o chocolate. A equipe mediu a densidade das misturas e como elas fluem em vários estágios do processo.

Originalmente incompreendido, o chocolate pode ser responsável por alterar as propriedades físicas dos cristais de açúcar microscópicos e outros ingredientes granulares. Em suma, conching suaviza chocolate derretido, quebrando pedaços de ingredientes em grãos mais finos e reduzindo o atrito entre as partículas.

Imagine chocolate que não tenha textura suave. Essa era a realidade antes da invenção da “conchagem”. O chocolate tende a ter uma textura irregular, apresentando aglomerados aleatórios, ásperos e granulosos. No entanto, os insights obtidos com essa pesquisa não se limitam apenas ao chocolate.

Como mencionado pelo professor Wilson Poon, da Escola de Física e Astronomia da Universidade de Edimburgo, que liderou o estudo, “esperamos que nosso trabalho ajude a reduzir a quantidade de energia usada no processo de conchagem e leve a uma fabricação mais verde do mundo mais popular produto de confeitaria ”.

“Ao estudar a produção de chocolate, pudemos obter novos insights sobre a física fundamental de como as misturas complexas fluem. Este é um ótimo exemplo de como a física pode construir pontes entre disciplinas e setores”.

Indústrias que dependem fortemente da mistura de pós e líquidos, como fabricação de cerâmica e produção de cimento, podem aprender uma coisa ou duas sobre a conchagem, usando a técnica para melhorar seus processos.

Qual é a sua marca favorita de chocolate?

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.