Você já ouviu falar em smart cities (cidades inteligentes)?

Esse novo modelo de moradia é um ambiente que otimiza a utilização de recursos para os cidadãos. Isso vale para tudo: mobilidade, segurança, conectividade, interatividade, energia, sustentabilidade e, principalmente, para a qualidade de vida.

Porém, o grande marco desse modelo é o uso da tecnologia. É por meio dela que as cidades inteligentes podem trabalhar a transformação urbana através da implementação de soluções inovadoras.

Para saber como isso funciona, primeiro, é preciso entender que tecnologia não está ligada apenas à Internet das Coisas. Tecnologia é um conjunto de processos, métodos, meios e instrumentos que visam a resolução de problemas.

Ou seja, as cidades inteligentes possuem um conjunto de soluções para a resolução de problemas comuns dos grandes centros urbanos, desde a economia de energia até problemas de proporções maiores, como a poluição.

Ficamos curiosos para saber como isso funciona na prática. Procuramos e encontramos a resposta lá no Ceará, onde está sediada a primeira cidade inteligente inclusiva do mundo.

Os benefícios de morar em uma cidade tecnológica 

Há 7 meses, Luciana Uchoa mora com a filha, Maria Alice (4 anos), na Smart City Laguna (Ceará), uma cidade inteligente que está localizada em São Gonçalo do Amarante, no Ceará.

Luciana Uchoa e Maria Alice

Para ela, o principal benefício de morar em uma cidade inteligente é a sensação de liberdade e segurança. “É uma forma bem diferenciada de vida. Aqui as crianças podem ser crianças. Podem sair para correr e brincar com tranquilidade, sem se preocupar com carros. As câmeras nas ruas nos dão sensação de tranquilidade que em muitos cantos não têm. Sem falar na comunidade, na parceria e troca de informação entre os moradores. Há muitos anos eu não via isso.”

Essa sensação de liberdade e segurança da Luciana e de outros moradores da Smart City Laguna só é possível devido às seguintes tecnologias implantadas na cidade:

– Ruas sem saída permitindo que haja uma interferência mínima no tráfego sobre as residências, reduzindo o fluxo de carros e aumentando a segurança;

Ruas sem saída

– Iluminação pública de LED, contribuindo para que moradores possam ver melhor tudo o que acontece nos ambientes;

– Playground instalado em área de grande circulação de pessoas;

– Vias planejadas que reduzem o trânsito que evitam congestionamentos e estimulam baixa velocidade;

– Gestão social voltada para interação de moradores;

– Faixas reservadas para pedestres e ciclovias, permitindo passeios com segurança;

– Aplicativo do bairro com rápida comunicação entre moradores;

– Dispositivo opcional para monitoramento das atividades das crianças nas áreas comuns;

– Espaços destinados ao lazer das crianças (biblioteca e cinema).

– Videomonitoramento 24h das áreas comuns; 

Videomonitoramento

Além dessas soluções, a Smart City Laguna proporciona tecnologias voltadas para a comunidade, para o meio ambiente e para o planejamento urbano.

CLIQUE AQUI para conhecer as mais de 50 soluções que a primeira cidade inteligente inclusiva do mundo (localizada no Brasil) oferece.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! 🙂

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.