Todos sabemos que Elon Musk adora twittar, mas o uso indevido dos 280 caracteres pode estar causando problemas para o empresário. Na segunda-feira (25), as autoridades reguladoras norte-americanas pediram a prisão do fundador da Tesla por ele ter comentado no Twitter uma questão que tem a ver com o automóvel que lançou.

A Securities and Exchange Commission (SEC) recorda que, em 2018, Musk concordou que não faria declarações sobre o desempenho financeiro. E agora Musk teria quebrado o acordo no qual se comprometia a não divulgar essas informações “imprecisas” que poderiam afetar o valor das ações de suas empresas.

Em defesa, Musk alegou que os números da produção foram revelados publicamente antes do seu tweet, numa teleconferência com analistas financeiros a quando da apresentação dos resultados do quarto trimestre da Tesla.

Musk refinou as informações num tweet adiciona, onde escreveu: “Significava dizer taxa de produção anualizada no final de 2019, provavelmente em torno de 500 mil, ou seja, 10 mil carros/semana. As entregas para o ano ainda são estimadas em cerca de 400 mil”. O fundador da marca – que tem apresentado notórias dificuldades em produzir um número de carros suficiente para as encomendas – também criticou a SEC por não ter lido a transcrição do telefonema aos analistas.

 

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Para você que está procurando Bolsa de Estudo, temos bolsas de até 75% em mais de 1.200 faculdades de todo o Brasil. Encontre a sua Bolsa de Estudo clicando aqui.