Em 26 de abril de 1986, a usina de Chernobyl sofreu um desastre nuclear, resultando na morte de 30 pessoas e afetando a vida de muito mais nos anos seguintes. Como resultado, a área ao redor da usina foi seccionada devido aos seus níveis radioativos perigosamente altos.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Agora, mais de 33 anos depois, a sala de controle do Reator 4 de Chernobyl está aberta, turistas podem visitar a área com segurança.

Reator 4

Embora a sala de controle esteja aberta para turistas, existem algumas precauções. Por exemplo, todas as pessoas que entram na área precisam usar roupa completa, máscaras respiratórias, capacete e luvas para proteção.

Além disso, as visitas são permitidas apenas como parte de uma visita guiada.

Isso faz parte do plano de aumentar o turismo no país. O turismo já cresceu na área desde o discurso do presidente da Ucrânia, Vladimir Volydymyr, em julho, no qual afirmou que a usina estaria abrindo as portas para visitas.

Não demorou muito para que os turistas internacionais demonstrassem interesse, uma vez que já foi despertado após o lançamento da série de TV: Chernobyl.

Após a visita, os turistas devem passar por dois exames de radiologia para medir sua exposição a contaminantes.

No entanto, a área outrora extremamente radioativa deve ser segura hoje em dia, com tanta radiação quanto um raio X normal.

Até meados deste ano, a cidade ucraniana de Pripyat e Chernobyl, cidades vizinhas, estavam no centro da zona de exclusão – uma área de aproximadamente 3.200 quilômetros quadrados. Dito isto, algumas seções da área foram visitadas por turistas ousados ao longo dos anos.

O reator 4 estava totalmente fora do alcance de todos, pois a radiação era 40.000 vezes maior do que qualquer outra área na zona de exclusão.

O que você pode esperar ao visitar o reator 4?

Um lugar muito misterioso de controles empoeirados é o que você verá. A sala estava praticamente despojada de sua multiplicidade de interruptores por funcionários descomissionados, no entanto, grande parte de sua fiação e aparelhos antigos permanecem.

Um dos guias oficiais do local, Viktoria Brozhko, disse à Reuters: “Muitas pessoas vêm aqui, fazem muitas perguntas sobre o programa de TV, sobre todos os eventos. As pessoas estão ficando cada vez mais curiosas … Durante toda a visita à zona de exclusão de Chernobyl, você recebe cerca de dois microsieverts, o que é igual à quantidade de radiação que você fica em casa por 24 horas “.

Talvez seja hora de ver por si mesmo como é a antiga e famosa sala de controle de uma usina nuclear danificada.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.