Tem muitos países que podem servir de inspiração para a educação brasileira. Dois deles são Singapura e Índia, dos quais vamos falar no artigo.

Ambos os países ficam na Ásia e enquanto um é um dos mais populosos do mundo o outro é super pequeno, Singapura, seu território de 721,5 km² – 30 vezes menor que Sergipe, o menor estado brasileiro. O país conta com uma população de 5,6 milhões de habitantes. Mesmo pequeno, Singapura ocupa o primeiro lugar no Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), principal referência internacional de qualidade da educação, aplicado a estudantes de 15 anos de 70 países.

No ensino superior, Singapura conta com 34 universidades – duas delas se destacam em rankings internacionais entre as melhores do mundo, a National University of Singapore (NUS) e a Nanyang Technological University, segundo o QS Top University Ranking e o Times Higher Education.

Na Índia, gigante com uma população de 1,3 bilhão de habitantes, a missão passará por Bangalore, cidade considerada o Vale do Silício indiano, e pela capital do país, Nova Déli.

Em educação, o país apresenta grandes disparidades, ao mesmo tempo que tem um dos maiores sistemas de educação superior do mundo registra altos índices de analfabetismo – cerca de 25% da população.

Segundo a OCDE, a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma das riquezas produzidas pelo país, de 7,4% até 2020, coloca a Índia em primeiro lugar no ranking divulgado pela organização em março deste ano.

Com informações de Agência Brasil

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.