Para aqueles que não são familiarizados com os meninos maus da tabela periódica, imagine Polonium como o pior vilão. Na verdade, ele provavelmente seria o líder do grupo, considerando que leva menos de um micrograma desta substância para constituir uma dose fatal. Para ajudá-lo a perceber quanto um micrograma é, trata-se do tamanho de um grão de poeira. Mas o que exatamente faz de Polonium ser tão mortal, que mesmo um micrograma poderia tirar a vida de um ser humano?

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Vamos voltar um pouco na história. O Polonium-210 foi descoberto pela primeira vez como um elemento radioativo químico (número atômico 84), em 1898 por Marie Curie. Ela encontrou-o em uma fonte de urânio e tem a forma de um metal sólido com uma cor prata. Depois de ganhar Prêmio Nobel de Química por sua descoberta, ela também encontrou um outro elemento, Radium. Eles viram pela primeira vez os efeitos de quão perigoso este elemento depois de um acidente de laboratório exposto a própria filha a uma quantidade fatal, tendo leucemia, que levou a sua morte 10 anos depois.

Outro escândalo que chamou a atenção para os perigos da exposição ao Polonium foi a morte do espião  russo, Alexander Litvinenko, que foi envenenado por uma quantidade letal, depois morrendo de doenças provocadas pela radiação.

Estimam-se que um grama de Polonium poderia ser suficiente para matar 50 milhões de pessoas, além de outros 50 milhões que se tornariam doentes; no caso de Litvinenko, foi necessário menos de um milionésimo para causar sua morte (menos de um micrograma).

O Polonium-210 é claramente mortal para os seres humanos, mas estranhamente ele próprio não tem propriedades químicas tóxicas. O perigo vem puramente da radiação que o elemento emite. Para alguém ser infectado com Polonium-210, ele deve absorvê-lo internamente. Isto pode ser através da ferimentos na pele ou através de inalação ou ainda ingestão, como no caso Litvinenko.

No caso de ingestão, o Polonium-210 é inicialmente concentrado em células vermelhas do sangue, e transferido para o fígado, os rins,  medula óssea, trato gastrointestinal, e nos testículos ou ovários. Porque é um carcinógeno grupo 1, se inalado, pode causar câncer de pulmão.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here