Descubra os agentes químicos não compatíveis, normas exigidas na construção do almoxarifado e como manter a organização do laboratório.

Produtos químicos não podem ser estocados de forma simples, como organizados em ordem alfabética ou numérica e pronto. É necessário separá-los e guardá-los com base em suas compatibilidades. Incêndio, explosão e formação de gases tóxicos são algumas das consequências indesejáveis quando produtos químicos incompatíveis colidem.

Confira abaixo a tabela com descrição dos produtos que não são compatíveis:

SUBSTÂNCIA QUÍMICA INCOMPATÍVEL COM
Ácido acético ácido nítrico, peróxidos, permanganatos,etilenoglicol, compostos hidroxilados, ácido perclórico e ácido crômico
Acetona Ácidos sulfúricos e nítrico concentrados
Acetileno bromo, cloro, flúor, cobre, prata, mercúrio e seus compostos
Metais alcalinos tetracloreto de carbono (é provável agente carcinogênico para o homem), dióxido de carbono,água e halogênios
Metais alcalinos (alumínio ou magnésio em pó) tetracloreto de carbono ou outro hidrocarboneto clorado, halogênios e dióxido de carbono
Amônia anidra mercúrio, fluoreto de hidrogênio, hipoclorito de cálcio, cloro e bromo
Nitrato de amônio Ácidos, líquidos inflamáveis, metais em pó, enxofre,cloratos, qualquer substância orgânica finamente dividida ou combustível
Anilina Ácido nítrico e peróxido de hidrogênio
Bromo, cloro Amônia, gases de petróleo, hidrogênio, sódio, benzeno e metais finamente divididos
Carvão ativado Hipoclorito de cálcio e todos os agentes oxidantes
Cloratos Sais de amônio, ácidos, metais em pó, enxofre e substâncias orgânicas finamente divididas ou combustíveis
Ácido crômico Ácido acético glacial, cânfora, glicerina, naftaleno, molecular e terebintina, álcoois de baixo peso molecular e muitos líquidos inflamáveis
Cobre Acetileno e peróxido de hidrogênio

E muitos outros elementos.

Visto a tabela, fique atento para exigências da norma regulamentadora número 8 para edificações do local de trabalho. No caso de laboratórios químicos é necessário seguir alguns itens específicos.

Produtos químicos devidamente separados por compatibilidade e almoxarifado construído de acordo com as normas de segurança é só o começo do caminho para se ter o máximo de segurança. Sempre mantendo as instalações impecáveis.

Outro item muito importante em laboratórios é a SINALIZAÇÃO:

A sinalização é uma das primeiras ações a serem desenvolvidas pelos responsáveis. Quando envolver risco biológico, o emblema internacional indicando o risco biológico deve estar afixado nas portas de acesso aos laboratórios para restringir o acesso e inibir a entrada de pessoas que não tenham relação direta com o trabalho ali desenvolvido. Os laboratórios químicos devem seguir as normas de sinalização por cores, que servem para identificação de equipamentos de segurança, delimitação de áreas de risco e canalizações empregadas para a condução de líquidos e gases. Sempre que for necessária a identificação por cores, esta deve ser acompanhada por sinais convencionais ou palavras. Veja mais em MAPA DE RISCO.

Evite ao máximo improvisações. Mesmo comprovando-se que 90% dos acidentes ocorridos em laboratórios são devidos ao comportamento do pessoal e somente 10% são provocados pelas instalações, uma construção mal organizada pode muito bem induzir a um maior risco dentro do laboratório.

Essas são apenas algumas das medidas que devem ser tomadas quanto ao armazenamento de produtos químicos. E fique atento: Dê sempre prioridade absoluta à SEGURANÇA!

Clique aqui para acessar na íntegra o blog Falando de Proteção e ver esta matéria por completo.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.