A unidade de negócios Springs & Stabilizers da thyssenkrupp fabrica em suas duas plantas, em São Paulo capital e no interior de Minas Gerais, Ibirité, molas e barras estabilizadoras para veículos de diversos portes. Por se tratar de componentes essenciais de segurança em carros e caminhões, a qualidade e a inovação nos processos fabris são chave para a liderança da empresa na indústria automotiva.

O grupo alemão preza por inovar nas tecnologias que produz para o mercado e, em 2011, a unidade deu um passo adiante para inserir os colaboradores no processo de inovação na prática, a partir da melhoria contínua dos processos fabris. Foi aí que se iniciou a Fábrica de Soluções, um programa desenhado pela liderança da divisão, a fim de motivar e reconhecer seus profissionais, descobrir talentos internamente, além de solucionar questões pontuais na fábrica e alavancar projetos.

O programa é anual e coordenado por um comitê formado por colaboradores de diversos departamentos da empresa. Baseada em seus desafios de negócios, a empresa disponibiliza oportunidades de projetos e acolhe ideias desenvolvidas pelos próprios times inscritos. São feitos estudos de viabilidade das propostas e, se aceitas, passam a ser desenvolvidas ao longo do ano, com acompanhamento mensal e acordo de metas, que contam para o atingimento dos objetivos de desempenho anuais acordados com a matriz da empresa.

“A Fábrica de Soluções é uma competição positiva que estimula a colaboração dos profissionais dos mais diversos cargos e especialidades. Nosso objetivo é que os colaboradores reconheçam uma oportunidade de melhoria e cheguem a uma solução implantada, com resultados mensuráveis, financeiros ou não”, afirma Sergio Savazzi, CEO da divisão Springs & Stabilizers da thyssenkrupp para o Brasil.

Edição 2019

Em 2019, 35 times participaram do programa e 11 foram para a grande final. Venceu a equipe “Economia de Granalha”, que conseguiu melhorar o aproveitamento e o consumo de granalha – pequenas esferas de metal usadas para aumentar a durabilidade das peças fabricadas pela thyssenkrupp. Inicialmente, o time acordou com o comitê do programa uma meta de melhoria para o consumo. O desempenho da equipe e a solução encontrada para melhorar o aproveitamento das granalhas obtiveram resultados que superaram a meta inicial, o que contribuiu para a economia da compra do insumo e a redução do descarte de granalhas que ainda podiam ser utilizadas.

“Viver essa experiência vai além do desenvolvimento profissional: proporciona também crescimento pessoal. Desenvolver este projeto é uma oportunidade de aprimorar conhecimentos e contribuir para que a empresa se torne cada vez mais forte”, relata César Oliveira, analista de Vendas & Marketing e líder do time campeão.

Há muitas outras soluções encontradas pelas equipes participantes do programa ao longo desses oito anos.  Na segunda rodada, em 2013, o time vencedor trabalhou para reduzir o desperdício no processo de ferramentaria na fábrica e desenvolveu uma ponteira descartável para uma ferramenta muito importante que, até então, era trocada completamente quando se desgastava. A ideia foi incorporada ao processo fabril e a ponteira é produzida dentro da Springs.

Do programa já surgiram grandes talentos. “Já tivemos diversas pessoas que se destacaram, mostraram seu potencial e foram reconhecidas. O corpo gerencial conseguiu enxergá-las e alocá-las em funções onde estão mais felizes e possuem esse reconhecimento. É muito gratificante notar a motivação que eles levam para os outros, em ver, por exemplo, um operador sendo promovido a supervisor ou mudando de área dentro da empresa”, completa Sergio Savazzi.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.