Desde que o comerciante holandês de tecidos Antoni van Leeuwenhoek usou um microscópio caseiro nos anos 1600 para espiar as maravilhas do mundo microscópico, as pessoas ficaram fascinadas pela multidão de descobertas científicas escondidas à vista de todos.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Para celebrar as realizações dos cientistas que olham para esse mundo em nome da ciência, a Nikon realiza uma competição anual de fotomicrografia das melhores imagens de microscópio.

Celebrando o mundo microscópico

A Nikon Instruments Inc. anunciou esta semana os vencedores do 45º Concurso Anual de Fotomicrografia Nikon Small World.

“A competição Nikon Small World traz imagens científicas impressionantes ao público há 45 anos”, disse Eric Flem, gerente de comunicações da Nikon Instruments, em comunicado.

“Nosso objetivo sempre foi mostrar ao mundo como arte e ciência se cruzam. À medida que novas técnicas de imagem e microscopia se desenvolvem ao longo dos anos, nossos vencedores mostram que essa tecnologia avança de maneira cada vez mais criativa. O primeiro lugar este ano não é exceção.”

Primeiro lugar

O prêmio vencedor deste ano foi atribuído à técnica de microscopia Teresa Zgoda e à recém-formada Teresa Kugler, por uma foto incrível de um embrião de tartaruga.

Embrião de tartaruga fluorescente. Fonte: Teresa Zgoda, Teresa Kugler

A foto foi capturada usando fluorescência e microscopia estéreo. A imagem final é um exemplo impressionante de costura de imagem.

“A microscopia nos permite ampliar os menores organismos e blocos de construção que compõem nosso mundo – nos dando uma profunda apreciação pelas pequenas coisas da vida que muitas vezes passam despercebidas”, disse Kugler. “Isso me permite fazer ciência com um propósito.”

Segundo lugar

O segundo lugar foi para o Dr. Igor Siwanowicz, para uma imagem composta de três protozoários de água doce de célula única, também conhecidos como “trombetas de animais”.

Siwanowicz usou microscopia confocal para capturar a imagem. Os fios mostrados na figura são os cílios – pêlos minúsculos que os animais utilizam para alimentar e também para movimentar-se.

Projeções codificadas por cores de profundidade de três stentores. Fonte: Dr. Igor Siwanowicz

Terceiro lugar

O terceiro lugar foi para o Sr. Daniel Smith Paredes. Paredes capturou um embrião de jacaré americano em desenvolvimento. A foto foi tirada cerca de 20 dias após o desenvolvimento do embrião. Foi capturado por imunofluorescência.

Embrião de jacaré desenvolvendo nervos e esqueleto. Fonte: Daniel Smith Paredes

A imagem foi capturada como parte de seus estudos sobre a evolução da anatomia dos vertebrados.

Os 20 principais finalistas do concurso de fotomicrografia da Nikon podem ser vistos aqui.

Todas as fotos são cortesia da Nikon Small World.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.