A subestação irá permitir que a Enel Green Power forneça eletricidade, sem emitir carbono, a partir da maior planta fotovoltaica do Brasil, de forma segura, confiável e também sustentável.

Quando a ABB entregou a primeira subestação digital da América Latina no Brasil, em 2018, a Enel Green Power tomou nota. A empresa é líder global no setor de energia limpa, decidiu digitalizar suas operações e processos de ativos para melhorar assim a eficiência energética, e claro diminuir os custos com manutenção e aumentar o uso de soluções sustentáveis.

A tecnologia permite acelerar a tomada de decisões em tempo real para lidar com a instabilidade da energia na irradiação solar devido aos movimentos que as nuvens realizam.

Com essa estratégia, a subestação digital da ABB se encaixar perfeitamente. Trabalhando de perto com o cliente, a ABB propôs várias alternativas de projeto e engenharia para encontrar a solução mais vantajosa que atendesse às exigências da Enel Green Power.

Maior planta fotovoltaica da América do Sul

A subestação da ABB foi escolhida pela Enel para fornecer energia solar livre de emissões à rede de transmissão de 500 kilovolt a partir do parque solar São Gonçalo, a maior planta de energia solar da América do Sul, no estado do Piauí.

Essa é a primeira subestação digital do mundo para classificação de corrente alternada em 500 kV.

A primeira seção da planta, que possui 475 MW, começou a produzir energia no inicio deste ano. Quando estiver em pleno funcionamento, será capaz de gerar mais de 1.200 GWh por ano, eliminando a emissão de mais de 600.000 toneladas de CO2 no mesmo período.

A energia fotovoltaica está em uma crescente no país. A capacidade instalada em 2019 ultrapassou a marca de 3.000 MW, um aumento de mais de 50% em relação a 2018. De acordo com a ABSOLAR, a associação comercial da indústria fotovoltaica brasileira, isso equivale a US$ 1,3 bilhão em investimentos na economia do Brasil, e que gera mais de 15 mil empregos.

Os operadores de rede exigem soluções digitais para trabalhar com a crescente quantidade de fontes intermitentes de energias renovável que estão sendo integradas à rede.

O que é uma subestação digital?

As subestações digitais fornecem mais controle e confiabilidade aos clientes. Elas trabalham a comunicação digital de dados para transmitir de forma contínua as informações da operação e condição de ativos, permitindo uma tomada de decisão mais rápida e importante, confiável.

As subestações ajudam a simplificar a implementação de estratégias de manutenção preditiva com base em condições através da aplicação de diagnóstico e serviços remotos. Com o uso de fibra ótica em vez de cabos de cobre, a tecnologia da ABB, no caso, possibilita operações mais seguras nas subestações, além de reduzir o tempo de instalação e o custo total de propriedade.

ABB entregou a primeira subestação digital do mundo em 2009. Desde então, foram entregues mais de 30 para concessionárias e indústrias pelo mundo.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.