Em 2017 surgiu uma fazenda solar por assinatura em Minas, e parece que ela não é a única a usar o conceito no Brasil. Nesta semana, mais uma empresa, a Engie, anunciou que está implantando o sistema aos consumidores de energia conectados à rede de distribuição da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig).

Isso significa que os moradores de Minas que assinarem o serviço poderão consumir energia de uma usina fotovoltaica, que está sendo instalada na cidade de Pompéu. Serão, por enquanto, apenas cem assinantes e vai começar a funcionar no segundo semestre deste ano. O foco inicial são as pequenas empresas com consumo mensal entre 1.500 e 12.500 kWh.

“A Comunidade Solar permite que os clientes se tornem ‘solares’ sem a necessidade de um telhado adequado”, explica o diretor executivo de soluções fotovoltaicas da ENGIE, Rodrigo Kimura. “É uma boa opção para aqueles que alugam a propriedade, preferem não ter um sistema instalado no local ou para aqueles que não dispõem de recursos para aquisição de um sistema fotovoltaico”.

O sistema vai funcionar da seguinte forma, o consumidor tem direito a uma cota da usina para gerar a sua própria energia. vão ser disponibilizado dois planos de assinatura do serviço: pelo prazo de dois anos, com economia mensal estimada em até 10% na tarifa mensal de energia, e de cinco anos, com até 15% de economia estimada. Toda a manutenção e garantia de operação da usina são de responsabilidade da empresa responsável, a ENGIE.

Os interessados em se cadastrar para uma assinatura da Comunidade Solar podem preencher o formulário disponível neste site.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.