Conforme já conversamos no “Engenharia em Pauta” anterior, o método TRIZ (Teoria da Resolução de Problemas Inventivos) tem grande utilidade na prática de uma boa e inovadora engenharia. Ele é baseado em três conceitos básicos:

  • Idealidade 
  • Contradição
  • Uso dos recursos naturais disponíveis para o sistema

Vamos ver o que significam estes três conceitos básicos: a idealidade considera que um sistema técnico durante o seu tempo de vida tende a tornar-se mais confiável, simples e efetivo, ou seja, mais próximo do ideal”. Assim, ao longo do tempo este sistema tende a funcionar melhor, ser mais eficaz, funcionar de modo mais econômico, etc. Vejamos, por exemplo, o telefone: de um sistema baseado em pilhas, manivelas, discos e telefonistas, convergimos para o telefone celular atual… Então, o “sistema técnico telefone” melhorou muito, não foi? Cada vez mais foram adotadas soluções criativas que o aproximaram de um “sistema ideal”, que seria permitir facilmente chamadas de qualquer lugar para qualquer lugar… Aliás, o telefone celular atual resolveu muitos mais problemas do que simplesmente “chamadas”…

No entanto, nesta “evolução”, devem ser levadas em consideração as contradiçõesque podem ser definidas como “requisitos conflitantes com relação ao mesmo sistema técnico”. Aliás, um problema técnico está definido por suas contradições, e em TRIZ afirma-se que “se não existe contradição não existe problema”… Também afirma-se que “as contradições aparecem quando, tentando melhorar uma característica ou parâmetro de um sistema, faz-se com que outra característica ou parâmetro do sistema piore” … Um exemplo: o celular, por ser portátil, pode ser roubado, permite a utilização fraudulenta, etc…

Desta forma, sempre estamos procurando aproximar-nos da solução ideal de um projeto ou problema (idealidade); e aí aparecem as contradições. Para solucioná-las, devem obrigatoriamente ser utilizados os recursos existentes naturais disponíveis para o sistema. Aliás, isso “bate” com a própria definição da engenharia, através da qual o engenheiro, com seus conhecimentos e prática, busca solucionar problemas e necessidades humanas com o que a natureza lhe oferece, com seus exemplos, recursos e leis naturais… 

Para facilitar esta tarefa, Altshuller e sua equipe fizeram uma cuidadosa seleção, dentre milhares de importantes patentes já de domínio público, procurando uma metodologia comum às soluções mais difíceis e criativas. Daí definiram 40 princípios criativos e 39 parâmetros de engenharia, que se combinam em uma tabela, onde podem ser trabalhados os parâmetros a melhorar, considerando-se os que não podem piorar com a melhoria desejada… 

Embora existam muitas apresentações gráficas desta tabela, uma bem fácil de utilizar é a mostrada em “www.triz40.com”. Nela, de modo dinâmico, é possível entrar com a contradição a resolver, indicando qual a característica do projeto a melhorar (feature to improve) e qual a característica a preservar (feature to preserve). Aí serão fornecidas várias indicações de como resolver a contradição, usando a criatividade e o conhecimento de engenharia…

No próximo “Engenharia em Pauta”, vamos dar exemplos e “brincar” um pouco com esta tabela. Até lá…

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! 🙂

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.