Tudo sobre o curso de Engenharia de Alimentos

É a engenharia responsável pelas técnicas e os conhecimentos usados na fabricação, conservação, armazenamentos e no transporte de alimentos industrializados.

Esse profissional atua em escala industrial, cuidando de todas as etapas de preparo e conservação de alimentos de origem animal e vegetal.

Seleciona a matéria-prima, e define a melhor forma de armazenagem, acondicionamento e preservação dos produtos, projetando embalagens.

Desenvolve formulações com a finalidade de determinar o valor nutricional de alimentos industrializados. A indústria alimentícia é, sem dúvida, o principal campo de atuação desse engenheiro. Mas ele pode trabalhar, ainda, em indústrias fornecedoras de equipamentos, embalagens e aditivos.

Graduação: 

Os dois primeiros anos são de formação básica, com aulas de matemática, química, bioquímica, físico-química e termodinâmica. Depois, o currículo enfatiza as disciplinas mais técnicas, ligadas à produção e à conservação dos vários tipos de alimento, tais como manipulação química de alimentos, técnicas de armazenamento, técnicas de conservação e também tecnologias de embalagem.

Os conteúdos das áreas de economia e administração dão fundamento ao futuro profissional para que possa atuar em gerenciamento industrial. A realização de estágio e a apresentação de trabalho de conclusão de curso são obrigatórias.

Possíveis especializações:

O engenheiro de alimentos pode se especializar nas mais diversas áreas, como, por exemplo, planejamento agroindustrial, pesquisas e desenvolvimentos de produtos e embalagens, controle de qualidade de alimentos, tratamento de resíduo e despoluição.

Mercado:

A indústria alimentícia e a agroindústria são tradicionais empregadoras desse profissional, que é contratado para atuar diretamente nas linhas de produção, na gestão de pessoas, no controle e na gestão de qualidade, no apoio a processos e na pesquisa e desenvolvimento de produtos. Áreas que têm gerado mais contratações são a de desenvolvimento e testes de embalagens, estudo do aumento do tempo de vida dos produtos nas prateleiras e insumos para a indústria de alimentos.

Fonte da imagem shutterstock.