Tudo sobre o curso de Engenharia de Materiais

A engenharia de matriais é voltada para a pesquisa de materiais e de novos usos industriais para os materiais já existentes. O bacharel desta área pode atuar na criação de materiais cerâmicos, avaliando suas propriedades e estudando novas utilizações para os já existentes, além de poder controlar a qualidade da produção das peças em indústrias de matérias refratários e revestimentos cerâmicos.

Além disso, pode desenvolver ligas metálicas e gerenciar sua produção, garantindo assim a qualidade do material, conforme suas propriedades e seu destino e, também, pode atuar na criação de compostos de borracha, resinas, plásticos e acrílicos para que sejam empregados nos mais diversos tipos de indústria.

Graduação:

Contando com dois primeiros anos de disciplinas básicas, no terceiro ano é preciso optar por uma das três especializações: metais, cerâmicas ou polímeros. A partir daí, o currículo dá ênfase às disciplinas relacionadas com a escolha que tiver sido feita.

Possíveis especializações:

A especialização do engenheiro de materiais pode ser voltada, por exemplo, às áreas que tenham relação à criação de novos materiais, à resistência dos mesmos, entre outras.

Mercado de trabalho:

As indústrias petroquímica e siderúrgica são as que mais empregam esse profissional, que, pelo aquecimento da economia nacional, vem encontrando boas oportunidades de trabalho.

A área de metais é a que mais recebe investimentos no país e tem a maior demanda por profissionais. A indústria de polímeros também acena com boa expectativa por causa do aumento da produção petrolífera.

Fonte da imagem Sergei Butorin / Shutterstock.com