Imagem: University of California Riverside

As baterias de Íons de Lítio tornaram uma das peças mais procuradas da tecnologia. Elas são encontrados na maioria dos dispositivos que as pessoas usam diariamente. Químicos e engenheiros têm desenvolvido maneiras de não só tornar esta tecnologia mais segura, mas também mais barata.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Califórnia, Riverside fez descobriu uma forma de aumentar e muito o rendimento dessas baterias. E o melhor, de uma forma sustentável, usando vidros usados.

Changling Li, um estudante de engenharia de materiais, é o autor principal da descoberta. Li observou que uma garrafa de vidro pode fazer até centenas de pilhas.

Garrafas são feitas de areia, que são compostas de quartzo (SiO2). Do quartzo, consegue-se extrair dióxido de silício puro. Com este material, os pesquisadores da Universidade da Califórnia conseguiram criar um ânodo de bateria potente – quatro vezes mais eficiente que os atuais, normalmente feitos de grafite.

Os produtos de vidro são 100% recicláveis ​​e o vidro reciclado é um dos materiais mais reutilizados na Terra. Somente nos Estados Unidos, mais de 40% de todas as garrafas de cerveja e refrigerantes são recicladas. Apesar desses números crescentes de reciclagem, bilhões de garrafas de vidro e fragmentos acabam em aterros.

“A conversão de vidro para materiais favoráveis ​​é de grande importância para estratégias sustentáveis”, observou a equipe em seu artigo.

A equipe já apresentou uma patente para suas inovações. Você pode ler o artigo completo publicado na Nature Journal Scientific Reports.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.