Há mais CO2 na atmosfera agora do que em qualquer tempo da história do planeta. O Observatório Mauna Loa, no Havaí, informa que a concentração de CO2 na atmosfera é de mais de 415 partes por milhão (ppm).

Este número excede qualquer ponto nos últimos 800.000 anos. A medição de CO2 começou em 1958 pelo falecido Charles David Keeling. A famosa curva Keeling, que representa visualmente a crescente concentração de CO2 na atmosfera, é nomeada em homenagem ao cientista.

Enquanto muitos céticos da mudança climática culpam o aumento das temperaturas globais em questão de ciclos, o nível de CO2 na atmosfera é inegável.

Mesmo 3 milhões de anos atrás, durante a época do Plioceno, quando se pensava que as temperaturas globais estavam cerca de 2 a 3 graus Celsius mais altas do que hoje, acredita-se que os níveis de CO2 não passassem de 310 a 400 ppm.

O que isso significa?

O CO2 na atmosfera impede o ciclo de resfriamento natural da Terra, que resulta em temperaturas globais mais altas. Os atuais níveis super elevados de CO2 são causados ​​pela atividade humana, como queima de combustíveis fósseis e desmatamento. Temperaturas globais mais altas que o normal afetam todos os sistemas naturais.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.