A Nespresso fez um anúncio global convidando outros fabricantes de café para pensarem juntos em soluções coletivas para reciclagem de cápsulas. No Brasil, a marca convidou outras empresas do setor, em parceria com a ABIC (Associação Brasileira da Indústria de Café), para que visitem o seu Centro de Reciclagem (localizado na região Metropolitana de São Paulo), aumentando assim o diálogo sobre possível solução conjunta para reciclagem de cápsulas de café de alumínio.

Ao convidar outros fabricantes de café para discutirem um projeto conjunto, a Nespresso espera otimizar a acessibilidade e a conveniência da reciclagem aos consumidores, estimulando o maior uso dos serviços e aumentando a taxa efetiva de reciclagem do setor das cápsulas.

De acordo com Claudia Leite, responsável pela área de Sustentabilidade & Criação de Valor Compartilhado da Nespresso no Brasil, “a sustentabilidade é uma responsabilidade encadeada e compartilhada. O setor de café tem uma oportunidade de pensar em caminhos conjuntos para o tema de reciclagem de cápsulas. Queremos iniciar um diálogo para encontrar uma solução para toda categoria.”

O encontro que acontecerá no dia 16 de abril antecipa as discussões referentes ao Dia Internacional da Reciclagem, que é no dia 17 de maio. Para Nathan Herszkowicz, diretor executivo da ABIC, a ação é um grande passo para fortalecer as iniciativas de sustentabilidade no setor. “Estamos felizes em, junto com a Nespresso, dar continuidade ao trabalho desenvolvido pela ABIC no sentido de procurar soluções de reciclagem e atender as necessidades das indústrias de café e as expectativas do consumidor”.

Há 28 anos, na Suíça, a Nespresso criou um sistema para reciclagem de suas cápsulas que hoje abrange 53 países. “Cada mercado desenvolve uma solução de reciclagem de acordo com a infraestrutura disponível no país. No Brasil, a Nespresso criou o Centro de Reciclagem que funciona desde 2011, envolvendo logística reversa e destino ambientalmente responsável de seus resíduos. Atualmente, temos mais de 90 pontos de coletas. Além disso, seguimos buscando soluções que descentralizem o processo de reciclagem, como a parceria com cooperativas. É neste sentido que temos oportunidades de trabalhar em conjunto com outras marcas, ampliando o sistema e estimulando a mudança de comportamento para uma economia circular”, completa Claudia.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.