As plantas podem não ter os órgãos sensoriais dos seres humanos, mas também podem ficar estressadas e expressá-las audivelmente em um grito.

Isso é de acordo com pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, que publicaram seu trabalho no bioRxiv. Liderados por Itzhak Khait, cientista de plantas da Universidade de Tel Aviv, os pesquisadores colocaram microfones que podiam detectar frequências ultrassônicas, a centímetros de plantas de tomate e tabaco.

As plantas emitem mais sons quando passam fome ou são cortadas

Algumas das plantas estavam famintas de água, enquanto outras tinham as hastes cortadas. Enquanto as plantas emitiam sons ocasionais em condições normais, já quando o tabaco tinha suas hastes cortadas emitiam cerca de 15 sons dentro de uma hora após o ataque. O tomateiro ficou ainda mais estressado, emitindo 25 sons nesse período.

As plantas de tabaco que não obtiveram água por dez dias emitiram 11 sons em uma hora, enquanto o seu homólogo de tomate mais sensível parecia produzir 35 sons.

Os pesquisadores então pegaram as gravações sonoras e as analisaram por meio de um modelo de aprendizado em máquina que pode determinar se as plantas emitiam sons por causa da secura ou danos físicos ou se eram apenas conversas diárias. O único padrão que supostamente surgiu foi que as plantas de tabaco com sede faziam mais barulho do que as que foram cortadas.

Entender melhor as plantas pode ter um grande impacto na agricultura

“As plantas estressadas mostram fenótipos alterados, incluindo mudanças de cor, cheiro e forma. No entanto, as 30 possibilidades de plantas emitirem sons no ar quando estressadas – da mesma forma que muitos animais – não foram investigadas. Aqui mostramos, ao nosso conhecimento, o primeiro tempo, que as plantas estressadas emitem sons aéreos que podem ser gravados remotamente, tanto em câmaras acústicas quanto em estufas”, escreveram os pesquisadores no jornal.

Os pesquisadores disseram que seu trabalho sugere que animais, seres humanos e talvez até outras plantas possam usar os sons provenientes das plantas para entender suas condições. Por exemplo, seu trabalho pode pavimentar o caminho para criar maneiras de entender melhor as plantas e como elas interagem com o ambiente. Também poderia ter um grande impacto na agricultura se os gritos das plantas sinalizarem que é necessário mais água.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.