Plásticos dos oceanos estão sendo transformados em blocos de construção duráveis

2

É um grande problema ter resíduos no mar, especialmente os vários tipos de plásticos, é um grande problema, e muitas pessoas criativas estão trabalhando em maneiras para limpá-lo. Encontrar maneiras de redirecionar os detritos de plástico recolhidos do oceano é a missão da ByFusion: startup sediada nos EUA.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

A startup criou uma tecnologia que transforma o plástico do oceano em blocos de construção duráveis. Desta forma, os resíduos de plástico podem ser reutilizados de forma permanente, em vez de ser usado para criar outro item de plástico descartável que pode acabar de volta em nossos oceanos.

blocos-plastico-mar2

A tecnologia é baseada em uma ideia genial do inventor neozelandês Peter Lewis. Seu processo envolve uma plataforma modular que comprime restos de plástico em blocos de várias formas e densidades, com base nas configurações personalizadas, o resultado é chamado REPLAST.

Até agora, os blocos de plástico reciclado foram concebidos para serem utilizados em paredes e barreiras de estrada, mas a empresa está aberta a personalização do material de construção para uso em outros tipos de projetos.

Não necessitando de cola ou adesivos, blocos REPLAST poderia representar a próxima onda de construção sustentável, uma vez que são totalmente reciclado a partir de resíduos de plástico recolhidos (sem discriminação para o tipo de plástico) e tem 95% menos emissões de gases de efeito estufa do que blocos de concreto tradicional. Devido à natureza dos detritos de plástico, os blocos são muito mais coloridos, também.

https://vimeo.com/167375932

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

2 Comentários

  1. Prensar e fazer tijolo! Bem é uma idéia para lá de velha! No início dos anos 90 já havia projetos assim. Só incluiu uma fonte que agora está em moda! Pela qualidade que os materiais ainda apresentam queria ver é produtos com maior valor agregado.

  2. Essa ideia é velha ne não é muito renovável, eu estou trabalhando em projetos de construção de usinas de pirolise e posso afirmar, a pirolise ou gaseificação da matéria é uma ideia muito melhor, pois transforma o plastico em energia elétrica limpa, em combustível diesel. Quem desejar fazer contato comigo a esse respeito pode me procurar no linkedin ou facebook, Arimatea Pisom. Facil de encontrar.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here