Está muito bem documentado o dano que o plástico causa à vida marinha e ao meio ambiente.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Mas o que a maioria das pessoas não conhece são os produtos químicos nocivos que são usados para fazer embalagens plásticas.

Embalagens plásticas para alimentos contém pelo menos 4.000 produtos químicos

Pesquisadores da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia tentaram esclarecer esse mistério e descobriram que o número de produtos químicos usados para fazer embalagens plásticas apenas para alimentos é de 4.000. E essa é uma estimativa conversadora. Os pesquisadores acham que o número de produtos químicos nocivos é ainda maior que isso.

“O problema é que os plásticos são feitos de um coquetel químico complexo, por isso muitas vezes não sabemos exatamente quais substâncias estão nos produtos que usamos. Para a maioria dos milhares de produtos químicos, não temos como saber se são seguros ou não”, diz Martin Wagner, biólogo da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia (NTNU), em um comunicado à imprensa destacando seu trabalho. “Isso ocorre porque, na prática, é impossível rastrear todos esses compostos. E os fabricantes podem ou não conhecer os ingredientes de seus produtos, mas mesmo se souberem, não precisam divulgar essas informações”.

7 plásticos diferentes são feitos de muitos produtos químicos

Wagner, que estuda as implicações ambientais e de saúde dos plásticos para a NTNU, liderou uma equipe de pesquisadores que estudou a toxicidade e a composição química de 7 tipos de plásticos comumente usados para fazer produtos do dia a dia, incluindo copos de iogurte e esponjas de banho.

Embalagens plásticas para alimentos não são imunes

Baseando-se nas culturas celulares, os pesquisadores descobriram que seis em cada dez produtos tinham produtos químicos geralmente tóxicos, enquanto quatro em cada dez eram positivos para o estresse oxidativo e três em cada dez tinham efeitos de desregulação endócrina. Os pesquisadores disseram em um artigo publicado na revista Environmental Science & Technology que era impossível determinar os produtos químicos específicos que eram os culpados. Isso significa que existem muitos produtos químicos plásticos ainda desconhecidos e impossíveis de avaliar para determinar se eles representam riscos à saúde dos consumidores.

“Os plásticos contêm substâncias químicas que provocam efeitos negativos em um prato de cultura”, disse Wagner no comunicado à imprensa, destacando o trabalho dos pesquisadores. “Embora não saibamos se isso afetará nossa saúde, esses produtos químicos simplesmente não deveriam estar em plásticos num primeiro lugar”.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here