A Boeing sofreu duas quedas de seus aviões 737 Max que mataram 346 pessoas, está em negociações para garantir US$ 10 bilhões em empréstimos bancários.

De acordo com relatos da mídia, a Boeing pretende aumentar o caixa à medida que os custos dos dois acidentes continuam a aumentar.

Boeing já garantiu US$ 6 bilhões

A CNBC informou que a empresa já possui compromissos de US $ 6 bilhões ou mais dos bancos e está discutindo com outros credores para aumentar o montante para US$ 10 bilhões.

Embora a Boeing não precise de dinheiro imediatamente, há preocupações de que os custos associados às consequências dos acidentes possam aumentar de maneira constante à medida que o retorno ao serviço do avião continua atrasado. A empresa divulgou na semana passada que encontrou outro bug de software no 737 MAx que está atrasando a certificação. A Boeing não ganha dinheiro com os aviões até que sejam entregues. Em dezembro, a Boeing anunciou que estava interrompendo a produção do avião durante o último mês de 2019.

737 Max pode ficar de castigo por um tempo

A Reuters informou na semana passada que não é provável que a Administração Federal de Aviação certifique o avião retornando aos céus até pelo menos março, mas pode ser adiada para abril ou até mais tardar.

Até agora, a “parada” de um de seus aviões populares custou à empresa mais de US$ 9 bilhões. A Boeing esclarecerá no final de janeiro onde estão os custos ao reportar os ganhos do quarto trimestre.

Além dos custos de interrupção da produção, a Boeing tem que compensar as companhias aéreas por voos perdidos como resultado da “parada”, além de ajudar sua cadeia de suprimentos, informou a Reuters. O relatório observou que alguns analistas avaliam as perdas da Boeing devido ao acidente porque o avião está estacionado em US$ 1 bilhão por mês.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.