Nesta semana, a Uber deve anunciar a aquisição da Careem, empresa de compartilhamento de caronas do Oriente Médio, a um custo reportado de US$ 3,1 bilhões.

A Uber Technologies anunciou que assinou um acordo para adquirir a Careem Networks FZ, rival do Uber no Oriente Médio, de acordo com um relatório da Bloomberg.

A aquisição da empresa supostamente custaria ao Uber US$ 3,1 bilhões no total, com US $ 1,4 bilhão pagos em dinheiro e US$ 1,7 bilhão pagos em notas conversíveis para os acionistas da Careem. Essas notas podem ser transformadas em ações da gigante americana, a um preço de US$ 55 por ação, uma vez que a Uber registrará sua oferta pública inicial na Bolsa de Valores de Nova York, prevista para abril.

O acordo está aguardando a aprovação final dos acionistas da Careem, que incluem a empresa de investimentos do príncipe saudita Alwaleed bin Talal e a montadora alemã Daimler. Os acionistas têm até próxima segunda-feira para concordar com a aquisição. Se aprovado, o acordo pode ser anunciado no dia seguinte.

Aquisição vem à frente do IPO antecipado da Uber

A aquisição da Careem é outra peça no caminho para o próximo IPO da Uber, que deve ser arquivado publicamente em abril. A listagem da Uber deve dar início a uma onda de negociações que podem elevar o valor da empresa em até US$ 120 bilhões.

Isso seria um enorme ganho para os acionistas da Careem. A startup de Dubai teve uma valorização de cerca de US$ 1 bilhão em 2016, embora, como a Uber e a Lyft, ainda não tenha mostrado lucratividade.

Operando em mais de 90 cidades e em mais de uma dúzia de países da região, a Careem tem mais de 30 milhões de usuários. Uma fusão seria vantajosa para ambas as empresas, pois eliminaria os custos associados à concorrência no mesmo mercado.

Isso daria ao Uber controle sobre a grande maioria do mercado do Oriente Médio, mas isso pode não ser suficiente para dar a alavancagem de que ela precisa para se tornar lucrativa.

“A questão maior é que, mesmo com o domínio, não há evidências de que qualquer uma dessas empresas possa realmente obter lucros sustentáveis, proporcionando o nível de tarifas e disponibilidade de carros”, disse o consultor independente de transportes, Hubert Horan.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.