Com população de 1,7 milhão de habitantes espalhados pelos 430 km² da capital paranaense, Curitiba chamou atenção pela administração dos recursos financeiros que proporcionam uma qualidade ambiental e de vida para as pessoas e ainda ensiná-las a preservar a natureza e o meio em que vive ao longo dos anos.

Três iniciativas municipais e privadas foram responsáveis pela gestão exemplar que tem como objetivo a criação de uma consciência ecológica através dos programas “Lixo que não é Lixo” e “Câmbio Verde”, método de descarte correto de lixo que trazia ao mesmo tempo a redução do volume de resíduos em aterros. O benefício dos dois programas cai no bolso do cidadão com a troca dos materiais por vale transporte. Outra grande iniciativa é o projeto “Arranjos Educativos Locais”, espaços socioeducativos em que a gestão do lixo, técnicas de horta caseira e economia de água estão em pauta para ajudar a manter a organização ambiental da capital paranaense.

O resultado do projeto são 2,8 mil toneladas de lixo recicláveis por ano. A projeto é executado a cada 15 dias em 100 pontos de coleta espalhados pela cidade. Esta iniciativa já beneficiou 8 mil pessoas em Curitiba.

Melhorias do transporte na capital também obtiveram ótimos resultados para a cidade, através de faixas exclusivas e inteligentes, os ônibus circulam com fluidez, além de tornar o transporte público mais eficiente e contribuir para a diminuição da poluição do ar.

A campanha “Lixo que não é lixo”, foi criada em 1989 pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e a Secretaria Municipal de Abastecimento, desde aquela época, era incentivado  a troca lixo por vale transporte na cidade, conscientizando os cidadãos sobre a coleta de lixo e o descarte correto, além de fazer com que a população utilizasse mais o transporte público.

Uma evolução desta campanha surgiu já em 1991, com o Programa Câmbio Verde, que é desenvolver a consciência do descarte correto do lixo orgânico e inorgânico através de uma atividade que gere lucro para os produtores agrícolas e para os cidadãos.

Curitiba vem contribuindo com atitudes sustentáveis que beneficiam a natureza e claro, sua  população. Em 2009, o SESI-Paraná desenvolveu a metodologia do Programa Arranjo Educativo Local, no qual o objetivo é estimular estas práticas na comunidade e desenvolver ações de sustentabilidade baseadas no cotidiano de cada bairro da capital.

Conheça a Smart City Laguna, a 1ª Cidade Inteligente SOCIAL do Mundo: www.smartcitylaguna.com.br

Facebook da Smart City Laguna: fb.com/PlanetSmartCity/

Facebook do Grupo PLANET: fb.com/PlanetSmartCityBR

Instagram: @planetsmartcitybr

Youtube: Planet Smart City BR

Acompanhe a próxima matéria para saber mais sobre uma Cidade Inteligente que está sendo construída aqui no Brasil!

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.