Pesquisadores americanos criaram o primeiro scanner médico do mundo que pode capturar uma imagem tridimensional de todo o corpo humano de uma só vez.

Ele digitaliza até 40 vezes mais rápido do que as tomografias atuais e produz uma varredura diagnóstica de corpo inteiro em apenas 20 a 30 segundos, com uma dose de radiação até 40 vezes menor que a de uma varredura atual.

É a primeira vez que um scanner de imagem pode avaliar o que está acontecendo em todos os órgãos e tecidos do corpo simultaneamente: por exemplo, pode medir quantitativamente o fluxo sanguíneo ou a forma como o corpo absorve a glicose em todo o corpo.

Os pesquisadores planejam usar este scanner para estudar o câncer que se espalhou para além de um único tumor, ou uma inflamação, infecção, distúrbio imunológico ou metabólico, bem como muitas outras doenças.

O sistema abre novos caminhos de pesquisa médica e permite muitos estudos repetidos em um indivíduo, ou reduzir drasticamente a dose em estudos pediátricos, em que o controle cumulativo da dose de radiação é particularmente importante, apontam os criadores deste sistema .

Os desenvolvedores esperam que essa tecnologia tenha inúmeras aplicações, desde a melhoria dos diagnósticos até o acompanhamento da progressão da doença e a investigação de novas terapias com medicamentos.

As primeiras imagens das explorações de humanos usando o novo dispositivo serão mostradas no próximo Encontro da Sociedade Radiológica da América do Norte, que começa no dia 24 de novembro em Chicago.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.