Pesquisadores da Escola Politécnica Federal de Zurique e da Universidade de Columbia, em Nova York, desenvolveram um modelo computacional capaz de penetrar a mente e prever certas decisões humanas, como quais alimentos compraremos em um supermercado.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

O modelo computacional baseia-se na estrutura de avaliação subjetiva que o cérebro possui. Nessa estrutura, o cérebro armazena, por exemplo, as preferências de todos os alimentos de acordo com a experiência e as memórias anteriores.

O sistema interno de avaliação do cérebro depende do contexto. Por exemplo, ao fazer compras, nosso cérebro se alinha de forma eficiente com o supermercado em que estamos comprando. O sistema também é flexível, o que significa que armazena novas experiências.

Graças a este sistema cerebral, podemos entrar e sair do supermercado com a compra feita sem ter que passar horas olhando os produtos. O sistema de avaliação interna do cérebro é posto em movimento para que decidamos, sem muita deliberação, quais produtos levamos para casa.

Primeiro modelo completo

Até o momento, neurocientistas e economistas têm se esforçado para desenvolver modelos matemáticos que mapeiam completamente os processos de tomada de decisão.

“O novo modelo prevê com precisão quais alimentos a pessoa do teste escolherá na grande maioria dos casos e também com que frequência ele mudará de ideia”.

Os pesquisadores testaram e calibraram o modelo usando avaliações de um grupo de sujeitos de teste. Esses homens e mulheres foram convidados a avaliar 60 produtos diários de um supermercado. Para cada produto, eles perguntaram o quanto eles queriam comer no final do experimento. Após a primeira fase de qualificação, o processo foi repetido imediatamente para levar em conta a variabilidade dos sinais cerebrais para produzir essas qualificações.

No segundo experimento, as pessoas do teste foram apresentados com dois produtos ao mesmo tempo e solicitados a escolher um. O modelo computacional, que já havia sido alimentado com os dados do primeiro experimento, foi capaz de prever suas decisões.

O modelo também pode ser usado para entender certos aspectos da saúde das pessoas. As decisões também são baseadas em avaliações subjetivas, como a saúde que uma pessoa.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.