Antes de 1975, os computadores pessoais eram de apenas engenheiros e pesquisadores de ciência da computação armados com ferros incandescentes, placas de circuito e módulos de memória individuais meticulosamente soldados para expandir uma memória disponível em poucos kilobytes.

Antes que a década de 70 terminasse, o Apple II já estava nas mesas de milhões de lares americanos, usados ​​para tudo, de negócios a jogos.

Essa máquina revolucionária mudou o que as pessoas esperavam do computador e fez com que surgisse um mercado que ninguém sabia que era possível. Pela primeira vez, a Apple colocou os computadores nas mãos da família americana e o mundo nunca mais foi o mesmo.

Jobs e Wozniak

Steve Jobs trabalhou na Atari em 1975, enquanto seu amigo, Steve Wozniak , estava construindo calculadoras para a Hewlett-Packard quando a direção de suas histórias mudou.

Wozniak tinha acabado de começar a se interessar pela nova cena de computadores caseiros que estava se formando na Califórnia quando ele compareceu ao seu primeiro encontro do Palo Alto em 1975. A experiência foi inspiradora o suficiente para que Wozniak se jogasse na cena. Logo em seguido construiu seu próprio computador caseiro.

Quando Jobs viu a criação de Wozniak, ele ficou impressionado e pediu para que ele construísse um modelo que eles pudessem vender. Jobs então saiu e vendeu seu veículo para ajudar a financiar o projeto.

Se os interruptores de solda e os módulos de memória de uma placa de circuito tivessem seu Da Vinci, seria Wozniak, e este projeto se tornaria seu primeiro grande trabalho.

Inicialmente, Wozniak havia trabalhado com um processador Motorola 6800 para alimentar sua máquina, mas logo mudou para o MOS 6502, que não era apenas 1/7 do preço do padrão da indústria 6800, mas também exigia menos hardware de suporte, trazendo o custo de construir o sistema em um nível comercialmente viável.

Em maio de 1976, Jobs e Wozniak compareceram à reunião mensal do Homebrew Computer Club e trouxeram o primeiro computador que sua nova empresa, a Apple Computers, produziu, a Apple I.

Faltava um monitor, disco rígido e outros componentes de um sistema moderno, mas o Apple I era uma placa completa, com CPU, memória e portas periféricas. O processador de 1MHz 6502 era suportado por 4Kb de RAM (atualizável para 8Kb), e uma interface opcional poderia permitir a capacidade de leitura/gravação para uma fita cassete.

Das 200 unidades produzidas pela Apple em cerca de um ano, a Apple vendeu 175 delas, ao preço de US$ 666,66. Hoje, o Apple I está entre os sistemas mais raros do mundo e muito procurado por colecionadores, sendo vendido por mais de US $ 250.000.

Apple II: o primeiro computador pessoal

Enquanto eles ainda estavam vendendo o Apple I, Wozniak começou a construir seu próximo sistema. Inspirado pelo trabalho de Jobs na Atari – com o qual ele às vezes ajudava -, Wozniak queria construir um sistema que pudesse fazer o jogo Breakout que ele e Jobs haviam feito para a empresa. Isso exigia a saída para um display colorido, som, portas periféricas e portas de expansão para um novo hardware, que Wozniak incorporou obedientemente ao novo sistema.

O design do sistema, no entanto, era o que preocupava Jobs. O senso de design visionário pelo qual Jobs era conhecido começou a surgir quando ele trabalhou no Apple II, um Michelangelo para o Da Vinci Wozniak.

O Apple II escondia os fios que tinham os sistemas existentes, tinha um teclado como periférico embutido e podia ser conectado aos aparelhos de televisão nas casas das pessoas com um simples interruptor e um adaptador.

O computador seria pré-montado em um gabinete que parecia mais eletrodoméstico do que qualquer sistema de computador que alguém já tivesse visto.

Além do mais, Jobs procurou um mercado para o Apple II, onde ninguém mais consideraria. Enquanto outros fabricantes de computadores estavam ocupados tentando chamar a atenção dos aficionados mais exigentes e empresas, Jobs foi para os distritos escolares e vendeu os Apple II para serem colocados em laboratórios de informática para os alunos usarem.

Lançado em 1977, o Apple II iria passar a vender mais de 2 milhões de computadores em poucos anos em um país onde um par de década antes, o número de computadores em uso nos Estados Unidos provavelmente era alguns milhares só.

Hoje a Apple vende 5 milhões de macs por ano e já vendeu quase 2 bilhões de iPhones desde o lançamento. A empresa também foi a primeira companhia de capital aberto a registrar valor de mercado superior a US$ 1 trilhão. É inegável que a Apple teve um papel fundamental na revolução tecnológica. Se Jobs e Wozniak não tivessem criado o Apple II, o mundo não seria o mesmo.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.