Físicos pela primeira vez criam um buraco de minhoca magnético

1
ESQUEMA MOSTRA O FUNCIONAMENTO DO BURACO DE MINHOCA (FOTO: REPRODUÇÃO)

Pesquisadores em laboratório conseguiram criar uma estrutura que segue a mesma lógica de um buraco de minhoca.  Acredite!

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

De acordo com  Àlvar Sánchez, pesquisador principal do estudo, a máquina deles também “muda a topologia do espaço, como se a região interna tivesse sido magneticamente apagada do espaço.”

O experimento magnético realizado pelos cientistas da Universidade Autônoma de Barcelona e os resultados a que chegaram são bem impressionantes e animadores. Eles criaram uma espécie de túnel com um formato arredondado feito a partir de metamateriais e metas superfícies capazes de funcionar como uma espécie de ponte que liga dois pontos no espaço.

Como um buraco de minhoca mesmo, só que a única coisa que pode atravessar o túnel de uma ponta a outra são campos magnéticos, criados por ímãs ou eletroímãs. Os físicos, porém, foram bem-sucedidos em mandar o campo até o outro lado, e o mais intrigante é que ele ficou invisível, ou indetectável, durante o percurso. A impressão é de que tenha sido transportado por uma outra dimensão, que transcende a realidade tridimensional a que estamos acostumados.

Outro fato curioso foi que quando chegou à outra ponta, o campo passou a ter um único polo, apenas um norte ou um sul. Os físicos chamam isso de monopolo magnético. É importante notar que essas estruturas não surgem espontaneamente na natureza.

A esfera que produziu o buraco de minhoca experimental é composta por três camadas: uma superfície externa ferromagnética, outra parte feita com material supercondutor e outro revestimento ferromagnético cobrindo um cilindro que atravessa a esfera inteira.

Mas afinal, a tecnologia tem alguma utilidade prática?

Os pesquisadores dizem que sim, especialmente na medicina. Eles citam a possibilidade de implementação em máquinas de ressonância magnética, que passariam a poder fazer o exame à distância, aumentando o conforto dos pacientes. Os aparelhos também seriam capazes de atuar simultaneamente em várias partes do corpo.

De acordo com  ScienceDaily

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

 

ademilson ramos avatar Ademilson Tiago de Miranda Ramos – FacebookTwitterInstagram – LinkedIn Google Plus
Estudante de Engenharia Elétrica e Criador do Engenharia é: