Hackers monitoram iPhones há pelo menos dois anos, isso foi descoberto por investigadores da equipe de segurança externa da Google.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Para que o dispositivo ficasse comprometido bastava aceder a um dos sites inseridos na operação. Foi através das páginas em questão que o malware foi implementado nos celulares, ao longo de 30 meses, de acordo com o jornal britânico The Guardian. A operação foi descoberta e terminada no início do ano, sendo que a Google alertou a Apple em fevereiro, que lançou uma atualização para corrigir o problema.

Os sites foram visitados milhares de vezes por semana por usuários que não suspeitavam de nada, que foram afetados mesmo sem interagir com a página – e mesmo em celulares que estavam como sistema operacional atualizado.

Depois disso, os hackers conseguiam ter acesso a vários dados, como localização e passwords, conversas no WhatsApp, Telegram e iMessage, lista de contatos e até acesso a base de dados do Gmail.

Quando o telemóvel era reiniciado o elemento de monitorização era apagado da memória, mas os hackers tinham já na sua posse várias senhas de acesso.

O caso foi publicado no blogue do Project Zero, a equipe de segurança externa da Google que procura vulnerabilidades em várias empresas. No total, dizem, foram explorados 14 problemas neste ataque ao sistema operacional da Apple. “Tudo o que os usuários podem fazer e ganhar consciência do fato que a exploração em massa existe”, dizem os especialistas em segurança informática.

É fundamental manter o máximo de cuidado. Uma das ações que devem tomar é ter o telemóvel sempre atualizado com a última versão do sistema.

A equipe revela ainda que só deu sete dias para a Apple corrigir o problema, sendo que normalmente dá 90 dias aos programadores, o que pode ser um indicador da gravidade da situação.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here