A IBM Research desenvolveu o Hypertaste, uma “linguagem eletrônica” auxiliada pela Inteligência Artificial que, inspirada no funcionamento do sentido do gosto humano, permite detectar e analisar diferentes tipos de líquidos em menos de um minuto.

O Hypertaste é um pequeno dispositivo circular que é parcialmente introduzido nos líquidos que você deseja analisar. Ele usa o IBM AI e sensores eletroquímicos multissensíveis para analisar e identificar um fluido. Assim, através da combinação desses diferentes sensores, uma análise “holística” do conjunto de componentes de um líquido pode ser realizada e seus componentes únicos ou sua “impressão digital” podem ser encontrados.

Todos os dados coletados são transferidos através de um aplicativo móvel para a nuvem, onde um algoritmo de aprendizado de máquina compara essa impressão digital com um banco de dados com informações sobre líquidos conhecidos. O algoritmo determina quais líquidos no banco de dados são quimicamente similares ao líquido que está sendo investigado. O resultado obtido é enviado diretamente para o celular.

O processo de identificação leva menos de um minuto, a partir do momento em que o dispositivo entra em contato com o líquido até que ele ofereça um resultado. Este é um tempo extremamente mais rápido do que os sistemas de laboratório tradicionais que geralmente duram horas. Além disso, é um dispositivo pequeno, portátil e fácil de usar.

O algoritmo Hypertaste AI é baseado no treinamento do sistema para reconhecer o padrão característico dos sinais de tensão de um líquido específico através de várias medições do mesmo padrão.

O setor farmacêutico e de saúde são exemplos claros de setores que poderiam se beneficiar das capacidades dessa solução. Mas também pode ser útil para tarefas semelhantes à avaliação da qualidade da água de um rio ou lago.

Através da Hypertaste, a origem e status das matérias-primas que foram usadas para fazer certos produtos ou identificar bebidas falsificadas, como uísque ou vinho, também podem ser verificadas.

A IBM pretende continuar desenvolvendo a tecnologia Hypertaste e, no futuro, analisar líquidos mais complexos, como o estudo de amostras de urina para obter o status da impressão digital metabólica de uma pessoa.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.