A tecnologia e a inteligência artificial, IA, estão cada vez mais sendo usadas para melhorar nossas vidas, especialmente no campo da medicina.

Agora, pesquisadores da Universidade de Oxford usaram o aprendizado de máquina para ajudar a estimar a saúde das artérias e desenvolveram um novo biomarcador para prever doenças cardíacas e prevenir futuros ataques cardíacos.

Os pesquisadores afirmam que ele pode identificar risco de ataque cardíaco cinco anos antes.

O procedimento típico para pessoas com dor no peito é realizar angiografia com TCAC ou TC coronariana – um exame de imagem para verificar as artérias. “Se não houver estreitamento significativo da artéria, responsável por cerca de 75% dos exames, as pessoas são enviadas para casa, mas algumas delas ainda terão um ataque cardíaco em algum momento no futuro”, afirma o comunicado à imprensa.

Charalambos Antoniades, Professor de Medicina Cardiovascular e Bolsista Clínico Sênior da BHF da Universidade de Oxford, observa “apenas porque o exame de alguém  mostra que sua artéria coronária não há estreitamento, isso não significa que eles estão protegidos contra um ataque cardíaco”.

Isso significa que apenas um teste CCTA pode não ser suficiente e é aí que entra a nova tecnologia baseada em IA, salvando vidas.

Pesquisa atual

O novo biomarcador  é chamado de perfil radiômico de gordura (FRP) e foi desenvolvido usando o aprendizado de máquina. Ele detecta ‘bandeiras vermelhas’ biológicas no revestimento perivascular do espaço dos vasos sanguíneos. Sinais de inflamação, cicatrizes ou qualquer alteração nesses vasos sanguíneos podem apontar para a possibilidade de futuros ataques cardíacos.

Antoniades e sua equipe usaram biópsias de gordura de 167 pacientes submetidos a cirurgia cardíaca para este estudo. Analisando a expressão de genes que indicavam mudanças, eles também notaram um aumento na inflamação, cicatrizaram e combinaram com os exames de CCTA, para descobrir alterações perivasculares da gordura nos vasos sanguíneos.

Então, de um grande grupo de 5487 indivíduos, eles realizaram exames de CCTA de 101 pacientes, que sofreram um ataque cardíaco ou morte cardiovascular dentro de 5 anos após terem um CCTA com controles correspondentes que não o fizeram, para entender as mudanças no espaço perivascular que indica que alguém está em maior risco de ataque cardíaco. As mudanças no revestimento do espaço perivascular foram usadas para prever os riscos com o aprendizado de máquina.

Eles testaram o FRP novamente com 1.575 indivíduos em outro estudo e descobriram que era muito eficaz, com taxas de previsão mais altas do que os sistemas atuais em vigor.

O estudo observa que, com varreduras adicionais do CCTA, a nova tecnologia pode se tornar melhor, com resultados mais precisos – melhorando o ‘conhecimento básico’.

Planos futuros

A esperança é que o estudo ajude a conscientizar e, finalmente, a revolucionar o sistema de saúde com essa nova ferramenta. O plano é lançar a tecnologia baseada em IA para profissionais de saúde em todo o Reino Unido na prática de rotina do NHS, em conjunto com os testes CCTA.

De acordo com o diretor médico da British Heart Foundation, Metin Avkiran, “a cada 5 minutos, alguém é internado em um hospital do Reino Unido devido a um ataque cardíaco”. Para evitar essas estatísticas sombrias, essa revolucionária tecnologia baseada em IA pode ajudar a “personalizar os cuidados” e prevenir ataques cardíacos.

Antoniades observa que “ao aproveitar o poder da IA, desenvolvemos uma impressão digital para encontrar características ‘ruins’ nas artérias das pessoas. Isso tem um enorme potencial para detectar os sinais precoces da doença e para poder tomar todas as medidas preventivas antes de um ataque cardíaco ocorre, salvando vidas.”

“Acreditamos genuinamente que essa tecnologia poderá salvar vidas nos próximos anos”, declarou o professor.

Os resultados foram publicados no European Heart Journal, e o estudo foi financiado pela British Heart Foundation.

Leia também: Amazon Prime chega ao Brasil por R$ 9,90 com frete grátis, Prime Video e muito mais

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Temos diversas bolsas de estudo em mais de 1.200 faculdades de todo país, confira aqui: https://engenhariae.com.br/bolsas-estudo