israel

Uma parceria entre Brasil e Israel, “que está muito bem encaminhada”, beneficiará o Nordeste do Brasil, disse o presidente eleito Jair Bolsonaro, indicando que agricultores desta região do país serão favorecidos por tecnologia israelense de dessalinização de água.

Em janeiro de 2019, o futuro ministro Marcos Pontes (Ciência e Tecnologia) visitará instalações de dessalização, plantações e escritório de patentes em Israel, acompanhado pelo ministro israelense de Ciência e Tecnologia”, disse Bolsonaro em sua conta no Twitter.

Israel é líder nesse tipo de tecnologia e hoje cerca de 80% da água potável consumida pela população israelense é proveniente do mar.

Assim como no nordeste, em Israel a chuva também é escassa, já que 50% do país é deserto. Sendo assim, para a sobrevivência do país, prevalece o conceito da utilização adequada da água.

No sul do Neguev, deserto ao sul de Israel, o índice pluviométrico chega a apenas 100 mm ao ano. E no Norte, onde há o maior índice pluviométrico, este chega a 811 mm, quase metade do registrado em média no Estado de São Paulo.

— A tecnologia ajudou muito os israelenses a superarem o desafios da água. Israel é um país onde falta água, mas a água não falta para os israelenses.

A diferença da tecnologia de Israel para a dessalinização é muito mais vantajosa porque consegue processar um litro de água dessalinizada por um preço menor do que o valor regular disponível nos mercados.

É um processo simples

O processo de dessalinização dura cerca de 30 minutos e baseia-se na “osmose inversa”, onde, por intermédio de pressão, a água do mar atravessa um sistema de membranas que separa o sal de outras substâncias, tornando-a potável. Em seguida, as substâncias retiradas da água são devolvidas ao mar.

O metro cúbico de água dessalinizada custa menos de um dólar na saída da usina. Devem ser somados a este custo as despesas de canalização da água até o consumidor.

Em 2011, Israel investiu US$ 500 milhões para construir a usina Soreq, que se tornou a maior do país. Localizada ao sul de Tel Aviv, Sorek produz 624.000 m³ por dia de água doce. Isso é o suficiente para abastecer uma cidade com mais de 2 milhões de habitantes.

Veja como é rápido e fácil instalar um sistema de energia solar [acessando aqui].

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.