O ventilador de baixo custo E-Vent foi desenvolvido para auxiliar no tratamento do novo Coronavirus, Covid-19. O protótipo, criado pelo MIT, custa US$ 100, tem como objetivo ser uma opção aos aparelhos tradicionais, que não devem ser suficientes para atender todos os casos que precisam de respiração artificial, por exemplo.

Entretanto, o modelo fica disponível em código aberto para ser reproduzido por qualquer um. Vale lembrar que os Estados Unidos lideram o número de pessoas infectadas, e as mortes já passaram de mil pessoas, infelizmente.

De acordo com um levantamento do jornal The Washington Post, ventiladores mecânicos tradicionais têm preço entre US$ 25 mil e US$ 50 mil, dependendo claro das especificações. Logo, as iniciativas podem fazer a diferença no combate aos efeitos da pandemia. No caso ventilador do MIT, o fato de ser um design de código aberto significa que não terá patente registrada. Assim, qualquer um pode fabricá-lo integralmente sem precisar pagar royalties aos desenvolvedores.

Para mais detalhes, acesse https://e-vent.mit.edu

Já no Brasil, a Coppe, instituto de pós-graduação e pesquisa em engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, também desenvolveu um ventilador mais barato para ajudar no combate à doença causada pelo Coronavirus. Os testes irão começar na próxima semana.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentário.