Quando uma briga começou no estacionamento de Salt Lake Park, na Califórnia, uma espectadora rapidamente correu para um robô que estava patrulhando a área e apertou o botão de alerta de emergência.

Frete GRÁTIS ilimitado, Filmes, Séries, Músicas e muito mais com Amazon Prime! Teste GRÁTIS por 30 dias aqui.

Quando o robô da polícia simplesmente pediu à mulher para “sair do caminho”, ela começou a questionar qual era o seu propósito de estar no parque.

À medida que nosso mundo se torna cada vez mais automatizado, com a robótica assumindo muitos papéis humanos e oferecendo assistência, temos que nos perguntar o quão útil algumas dessas invenções realmente são.

Quando você precisa da polícia, ainda precisa ligar para o 911 ( no caso nos Estados Unidos)

Quando a mulher que tentava ajudar, Cogo Guebara, percebeu que pressionar o botão de emergência no robô não iria pedir apoio, ela tentou outro método.

Guebara se agachou até a altura da lente da câmera do robô, pensando que precisava de um visual para ajudá-la.

Esse não foi o caso. O robô continuava falando ‘saia do caminho’.

Dado que o robô policial tinha a palavra real ‘Polícia’ escrita em letras grandes na frente e nas costas, foi uma reação natural presumir que ele pode, de fato, oferecer ajuda, como a polícia faria.

No entanto, esses HP RoboCops, construídos e alugados pela Knightscope, ainda não estão vinculados aos departamentos de polícia. Atualmente, o botão de emergência chama Knightscope, que então precisa chamar a polícia. Ainda é uma missão de longo prazo, quando você precisa de assistência imediata e responsiva.

Cosme Lozano, chefe de polícia de Hungtington Park, disse: “É por isso que não estamos anunciando esses recursos. É um novo programa para nós e ainda estamos desenvolvendo alguns protocolos … para poder adotá-lo completamente”.

Então, qual é o objetivo desses robôs?

No momento, a Knightscope desenvolveu e lançou 70 desses RoboCops nos EUA. São robôs de segurança autônomos que combinam tecnologia autônoma, robótica e inteligência artificial. Eles deveriam ser ‘máquinas de dados autônomas para combater o crime’.

Eles foram implantados em vários locais diferentes dos EUA, de postos de gasolina a aeroportos. Dito isso, eles ainda estão em fase de teste, de acordo com Lozano, pois ainda não estão totalmente ligados à força policial.

O que o RoboCops pode fazer que é realmente útil? Eles têm um fluxo de vídeo ao vivo de alta definição em 360 graus, podem ler placas de automóveis a uma taxa de 1.200 placas por minuto, um interfone bidirecional (embora tenhamos notado que não funcionou muito bem durante esse recente caso no parque ), bem como a capacidade de rastrear o uso de celulares nas proximidades.

Eles são monitoras 24/7 por câmeras de CFTV em movimento. O que pode ser bastante útil ao enviar informações diretamente para a força policial.

No entanto, por enquanto, ainda há muito trabalho a ser feito para que o RoboCops se torne útil às pessoas que precisam de assistência policial. Isso foi claramente demonstrado quando Rudy Espericuta, com Guebara no local, teve que discar 911.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentári

Deixe um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here