Foto de Petter Lagson no Unsplash

Um estudo conduzido pela equipe da SecurityOrg mostra que o uso de programas de VPN aumentou em 2021, com ampla documentação sobre as principais tendências e um maior nível de preocupação em relação à privacidade online e ao sigilo das informações.

A difusão dos programas de VPN

Os aplicativos e programas de VPN (Virtual Private Network, ou “rede privada virtual”) oferecem vários recursos e funcionalidades que têm atraído cada vez mais a atenção das pessoas.

O uso de programas de VPN (provedores de VPN para Mac, Windows, Linux, Android, etc.) entre usuários em geral tem crescido vertiginosamente: o que antes era um recurso mais restrito a certos nichos específicos hoje já tem sido cada vez mais objeto de atenção dos internautas.

Conectividade no Brasil

Com uma população de mais de 213 milhões de pessoas, o país conta com mais de 160 milhões de usuários conectados à internet, a rede mundial de computadores, só no ano de 2021 este número aumentou em 6,4%.

Com um nível de alcance de 75% da população do país, é inegável que o Brasil tem se tornado cada vez mais conectado, com forte presença nas mídias digitais e plataformas de redes sociais.

O país conta, por exemplo, com mais de 150 milhões de usuários de redes sociais (93,7% das pessoas conectadas à internet), com crescimento de 7,1% (mais de 10 milhões de pessoas a mais) de 2020 para 2021.

O crescimento do mercado de serviços de VPN

Só em 2021, o mercado da indústria de programas de VPN movimentou aproximadamente 31 bilhões de dólares, e mais de 31% dos usuários do mundo inteiro utilizam ou já usaram serviços de VPN e 39% deles têm entre 16 a 24 anos.

Mais da metade (56%) dos usuários de VPN acessam plataformas de streaming como Netflix todos os meses. E o nicho profissional mais preocupado com questões de segurança é o dos profissionais de TI, com 93% deles utilizando serviços de VPN especificamente por questões de segurança (principalmente de segurança para serviços em nuvem).

Preocupações com segurança cibernética e privacidade online

O ambiente digital no Brasil ainda encontra imensos abismos e brechas em termos de segurança cibernética. De acordo com dados de uma pesquisa realizada pela Capterra, a cada 10 brasileiros entre os entrevistados, 6 dizem ter preocupações com relação à segurança digital.

Dos entrevistados, só 1% disse não ter nenhum tipo de preocupação com relação à segurança online e ameaças cibernéticas.

Com o aumento de fraudes, golpes, crimes e ameaças digitais, os brasileiros têm se preocupado cada vez mais com a integridade de suas informações pessoais, o sigilo de seus dados e a privacidade de suas atividades na internet.

Outro fator interessante é perceber como as empresas do setor são relativamente jovens, especialmente as mais predominantes: dentre 50 serviços de VPN, 45 são negócios que foram fundados depois de 2005 e não é coincidência que este aumento tenha acontecido justamente com uma maior preocupação global com segurança e sigilo de dados.

Características de uma boa VPN

Há vários critérios que são levados em consideração pelos usuários na hora de escolher entre as várias opções de serviços e provedores de VPN disponíveis no mercado. Dentre eles, podemos citar os principais:

  • Qualidade da criptografia: serviços de VPN com criptografia mais forte e robusta atraem mais os usuários porque oferecem maior sigilo e proteção às atividades online e aos dados pessoais. Aquelas que contam com criptografia AES-256bits são as favoritas, além de OpenVPN ou IKEv2;
  • Desempenho dos servidores: um dos pontos mais importantes é a qualidade dos servidores disponibilizados, com um desempenho adequado em termos de conectividade, velocidade e dinamismo, além de um bom leque de opções de servidores em diversos países e regiões do mundo;
  • Política de não manter registros: os serviços de VPN que possuem política de não manter registros pessoais dos usuários transmitem mais confiabilidade e privacidade, sem armazenamento de dados sensíveis dos usuários;
  • Medidas de segurança eficientes: outro ponto importante é a VPN possuir dispositivos de segurança avançados, como kill switch, proteção contra vazamento de IP e vazamento de DNS, além de split tunneling;
  • Boa velocidade: boas taxas de velocidade para download e upload também são pontos muito importantes na hora de decidir qual serviço escolher;
  • Compatibilidade: as opções que oferecem compatibilidade com sistemas operacionais mais populares são aquelas mais bem recebidas pelos usuários em geral;
  • Atendimento ao consumidor: um bom atendimento às necessidades dos consumidores também é fundamental, afinal, muitos não são especialistas em tecnologia e precisam também de assistência em pontos fundamentais, além de resolução de problemas que podem surgir.

Conclusões

O mercado digital brasileiro cresce: cada vez mais conectado, as pessoas percebem que segurança digital é tão importante quanto medidas físicas de proteção.

O aumento de crimes cibernéticos e de ameaças diversas têm derrubado a falsa percepção de que apenas grandes empresas e figuras importantes são alvos de golpes virtuais.

As ferramentas de VPN são recursos importantes para ajudar na melhoria da segurança cibernética, oferecendo melhor criptografia, mais proteção aos dados, sigilo das informações pessoais e atividades online e maior proteção contra ameaças diversas.

A grande difusão destes recursos é reflexo perceptível de uma maior preocupação pessoal com a proteção online.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! 🙂

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.