No que diz respeito às baterias, todos estão sempre procurando a próxima inovação em durabilidade e sustentabilidade. Os pesquisadores estão sempre trabalhando com baterias que podem durar mais. Agora, uma equipe da Universidade Monash, em Melbourne, na Austrália, pode ter inventado uma bateria que pode fazer exatamente isso, de acordo com a New Scientist.

Cinco dias de carga

A bateria é tão impressionante que uma versão para smartphone manteria o telefone funcionando por cinco dias inteiros. Mas por que essa bateria específica é tão especial, você pode perguntar? É uma bateria de lítio-enxofre. Se parece familiar, é porque muitas pessoas tentam acertar as baterias de lítio-enxofre devido ao seu grande potencial.

Infelizmente, “a capacidade do eletrodo de enxofre é tão grande que se desfaz em ciclos de carga e descarga, e a vantagem de energia desaparece rapidamente”, explicou Mahdokht Shaibani, pesquisador dessa nova equipe.

Para lidar com esse problema, os pesquisadores tentaram uma abordagem inovadora e criaram uma bateria onde as partículas de enxofre têm mais espaço para expandir e contrair. A abordagem convencional para baterias de lítio-enxofre é a adição de elementos que prendem as partículas no interior para evitar que a bateria se quebre.

Mais espaço

Shaibani e sua equipe adotaram uma nova abordagem e usaram uma quantidade menor de material de ligação de polímero em seu eletrodo e, em vez disso, criaram mais espaço entre as partículas de enxofre. O professor Mainak Majumder, outro pesquisador da equipe, disse em comunicado que sua inovação pode transformar a maneira como telefones, carros, computadores e redes de painéis solares serão fabricados no futuro.

E acreditamos que falamos por todos quando dizemos que mal podemos esperar que essa bateria se torne uma peça fundamental e comum nos periféricos eletroeletrônicos.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.