Engenheiros da Universidade do Texas em Austin, liderados por Nanshu Lu, conseguiram desenvolver um sensor de monitoramento cardíaco com material elástico e leve.

Espera-se que ele possa ser usado para ajudar a monitorar a saúde cardíaca com mais precisão do que as máquinas tradicionais de eletrocardiógrafo.

Seu desenvolvimento foi publicado recentemente na revista Advanced Science.

Doença cardíaca é um assassino em massa

A doença cardíaca é uma das principais causas de morte no mundo. De acordo com o Centro Nacional de Estatísticas de Saúde, a doença foi responsável por cerca de 45.000 mortes somente em 2018 no estado de Texas, nos Estados Unidos.

De acordo com a American Heart Association, em 2018, as doenças cardíacas causaram mais de 840.000 mortes ou aproximadamente 1 em cada 3 mortes naquele ano. Na verdade, a doença reivindica mais mortes do que todas as formas de câncer e doenças respiratórias crônicas somadas.

Os principais fatores que contribuem para aumentar o risco de desenvolver uma doença cardiovascular são:

Fumar;
Falta de atividade física;
Dieta pobre – alto consumo de açúcar;
Obesidade;
Colesterol;
Diabetes e;
Pressão alta.

O que o e-tattoo faz?

A nova e-tattoo wearable baseada em grafeno foi projetada para que possa ser colocada na pele de um paciente. Uma vez no lugar, ele medirá uma variedade de respostas do corpo de sinais elétricos a biomecânicos.

É incrivelmente leve e é, mais importante, extensível, de modo que não se torne desconfortável para o usuário por longos períodos de tempo. Para melhores resultados, ele precisa ser colocado diretamente acima do coração.

É feito de um polímero piezoelétrico chamado fluoreto de polivinilideno que é capaz de gerar sua própria carga elétrica em resposta ao estresse mecânico. Ele também, curiosamente, inclui tecnologia 3D de correlação de imagem digital que é usada para encontrar a melhor localização no peito para colocá-lo.

O dispositivo foi projetado para permitir que os profissionais medissem a saúde cardíaca de duas maneiras – eletrocardiograma (ECG) e sismocardiografia (SCG).

Além do mais, ele pode coletar essas informações simultaneamente.

Isso torna a primeira tecnologia ultrafina e elástica do mundo que pode fazê-lo. Todo o e-tattoo também é alimentado sem fio a partir de um smartphone.

“Podemos ter uma visão muito maior da saúde do coração pela coleta síncrona de dados de ambas as fontes”, disse Nanshu Lu, professor do departamentos de Engenharia Aeroespacial, Mecânica, e Biomédica.

“E-tatuagens” não são novidade

E-tatuagens para coletar e monitorar dados de ECG já existem há algum tempo, mas um SCG elástico é certamente um desenvolvimento extraordinário.

Mas o que é particularmente especial sobre essa nova e-tattoo é que ela pode ser usada por longos períodos de tempo.

O monitoramento constante dos dados, comparado a apenas alguns minutos em um consultório médico, será inestimável para os profissionais da área médica.

No futuro, a equipe de pesquisa já está trabalhando em um aplicativo para ajudar a melhorar a coleta e o armazenamento de dados. Também é esperado que mais tarde um aplicativo possa ser desenvolvido para mostrar o batimento cardíaco do paciente em tempo real.

Eles também estão procurando melhorar as formas de alimentar o e-tattoo sem fio por mais tempo.

A pesquisa foi financiada pelo Escritório de Pesquisa Naval, Escritório de Pesquisa Científica da Força Aérea, Fundação Nacional de Ciência e os Institutos Nacionais de Saúde.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.