Este papel é uma bateria alimentada por bactérias

Imagem: divulgação

Pesquisadores da Universidade de Binghamton, em Nova York, criaram uma “bateria alimentada por bactérias em uma única folha de papel”. O projeto visa criar baterias para microeletrônica descartável que podem funcionar por semanas usando um líquido rico em bactérias.

“A técnica de fabricação reduz o tempo e o custo de fabricação e o projeto poderia revolucionar o uso de bio-baterias como fonte de energia em áreas remotas, perigosas e de recursos limitados”, escrevem os pesquisadores.

Os pesquisadores usaram um pedaço de papel de cromatografia e uma fita de nitrato de prata sob uma camada de cera. O ânodo era feito de “um polímero condutor na outra metade do papel” e um reservatório continha líquido rico em bactérias. A respiração celular alimentou a bateria.

As baterias expelem “31,51 microwatts em 125,53 microamps com seis baterias em três séries paralelas e 44,85 microwatts em 105,89 microamps em uma configuração 6 × 6.” Os pesquisadores acreditam que essas baterias podem executar sensores de glicose, detectar patógenos ou manter pequenos eletrônicos por dias sem fontes de alimentação tradicionais.

Curiosamente, esta não é a primeira bateria de bactérias que sua equipe fez. A equipe “desenvolveu seu primeiro protótipo de papel em 2015, que era uma bateria dobrável que parecia muito com uma caixa de fósforos”.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.