O renascer da paisagem natural paulistana é uma das maneiras de construir uma cidade sustentável, de acordo com a arquiteta Pérola Felipette Brocaneli. Tanto é que ela desenvolveu um projeto enquanto estudava na USP (Universidade de São Paulo).

O projeto foi sua tese de doutorado em paisagem e ambiente, defendida na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, isso lá em 2007. Ela traz um resgate histórico onde mostra a importância do rio na oferta de alimentos por meio da pesca, como o relacionamento do paulistano com a água alterou ao longo do tempo e o desenvolvimento dos sistemas de abastece a cidade.

Ai você pode perguntar: será então que a solução seria voltarmos à era pré-industrial? A resposta é NÃO.

A arquiteta Pérola defende que a expansão das cidades é imprescindível para o desenvolvimento, por isso o que se deve pensar é em estruturas ecológicas que não separem vida silvestre das áreas urbanas.

Ao fazer um registro das principais mudanças econômicas e culturais que marcaram os últimos séculos ( que no caso, alteraram e muito a paisagem ambiental), a arquiteta ressalta que é necessário que a natureza esteja inserida no ambiente urbano. “É imprescindível ver a água na paisagem da cidade para valorizá-la”, diz Peróla. “A água nos espaços urbanos promove a melhoria na leitura ambiental, urbanística e social”, completa.

Devolver as várzeas às margens dos rios é um sonho que, para ser colocado em prática, traz incômodo pra muita gente. “Por mais que pareça difícil acreditar na possibilidade de uma nova cidade São Paulo, todos querem uma cidade mais bonita e agradável”, afirmou a arquiteta em entrevista ao National Geographic.

Você pode conferir a tese completa clicando aqui

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.