Uma equipe de pesquisadores da Finlândia poderá resolver o problema da fome no mundo. Os cientistas apenas produziram uma proteína de célula única de eletricidade e dióxido de carbono, e pode ser desenvolvido para uso como alimento para humano ou animal. Fontes de energia renováveis, como a energia solar, podem ser usadas para produzir a proteína. O produto final é uma mistura nutritiva de mais de 50% de proteína e 25% de carboidratos com o resto constituído por gorduras e ácidos nucleicos.

“Na prática, todas as matérias-primas estão disponíveis no ar. No futuro, a tecnologia pode ser transportada para, por exemplo, desertos e outras áreas que enfrentam fome. Uma alternativa possível é um reator doméstico, um tipo de aparelho doméstico que o consumidor pode usar para produzir a proteína necessária “, disse Juha-Pekka Pitkänen, cientista principal do VTT Technical Research Center, na Finlândia. O projeto Food from Electricity é uma colaboração entre VTT e Lappeenranta University of Technology (LUT).

O próximo passo para os pesquisadores é a produção piloto para trabalhar na melhoria da eficiência e para testar e ampliar para uso comercial. Atualmente, a produção de um grama de proteína leva cerca de duas semanas, usando equipamentos de laboratório que são do tamanho de uma xícara de café. Pitkänen dá um prazo de 10 anos para o produto se tornar totalmente comercializado.

“Atualmente estamos nos concentrando no desenvolvimento da tecnologia: conceitos de reator, tecnologia, melhorando a eficiência e controlando o processo. O controle do processo envolve o ajuste e modelagem de energia renovável para permitir que os micróbios cresçam o melhor possível. A ideia é desenvolver o conceito em um produto em massa, com um preço que cai à medida que a tecnologia se torna mais comum. O cronograma de comercialização depende da economia”, disse o professor Jero Ahola da LUT.

O avanço tecnológico poderá, em uma década, não só fornecer alimentos baratos e nutritivos abundantes para pessoas de todo o mundo, mas também diminuir as emissões globais de gases de efeito estufa emitidas pela produção pecuária industrial. Produzir alimentos para animais também pode liberar terra para outros fins.

Laboratório na LUT

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.