O aumento de smartphones e wearables inteligentes significa que nossos dias são mais rastreáveis ​​do que nunca, até o número de passos que levamos aos lugares que visitamos. A Amazon parece muito interessada no conceito, depois de ter solicitado uma patente sobre pulseiras que irão controlar suas mãos no supermercado/armazéns..

De acordo com os documentos de patente, a Amazon está trabalhando em uma pulseira que mapeia exatamente onde os trabalhadores em seus armazéns estão colocando suas mãos – como ter um gerente constantemente olhando por cima do seu ombro.

Para a Amazon, trata-se de ajudar a sua equipe: as pulseiras saberiam sua posição em relação aos produtos que estavam sendo solicitados, e poderiam alertar se um trabalhador colocar algo no lugar errado. Eles poderiam mesmo ajudar a orientar as mãos dos funcionários para o lugar certo. Mas será mesmo? Fica a pergunta.

Esses wearables futuristas usariam uma combinação de pulsos de som ultra-sônicos e transmissões de rádio de ondas curtas para se comunicar com objetos próximos e descobrir onde estavam, e, portanto, onde as mãos dos trabalhadores do armazém estão.

“A unidade ultra-sônica está configurada para ser usada por um usuário na proximidade da mão do usuário e emitir periodicamente pulsos de som ultra-sônicos”, diz a patente . “Os transdutores ultra-sônicos são dispostos em relação aos compartimentos de inventário e configurados para receber os impulsos emitidos”.

Se você tem alguns sinos de alarme de privacidade que se deslocam na sua cabeça, você provavelmente não está sozinho, mas isso parece ser o tipo de mundo em que vivemos agora.

Vale a pena notar que, embora a Amazon tenha concedido patentes para este sistema, isso não garante que essas pulseiras verão a luz do dia. As empresas geralmente candidatam as patentes como parte de projetos de pesquisa, e esses projetos nem sempre se concretizam.

No entanto, isso parece ser o tipo de tecnologia que a Amazon está interessada em desenvolver, pois parece tornar o processo de conseguir qualquer coisa na sua porta da frente ainda mais rápido.

“Os sistemas de inventário modernos, como os de armazéns de pedidos por correspondência, os centros de distribuição da cadeia de abastecimento, os sistemas de bagagem aeroportuária e as instalações de fabricação de pedidos personalizados, enfrentam desafios significativos na resposta aos pedidos de itens de inventário”, continua o documento de patente .

“À medida que os sistemas de inventário crescem, os desafios de completar simultaneamente um grande número de embalagens, armazenamento e outras tarefas relacionadas ao inventário tornam-se não triviais”.

Em particular, a Amazon diz que as novas pulseiras são projetadas para ser mais rápidas, mais baratas e mais eficazes do que métodos alternativos de gerenciamento de inventário, como escanear códigos de barras ou instalar câmeras de alta resolução para rastrear tudo.

Então, se ele sabe onde estão as mãos dos trabalhadores, e onde estão os itens, e onde as caixas de inventário estão, todas em relação uma à outra, a Amazon pode gerenciar suas ações de forma mais inteligente.

Desde que foi incorporada em 1994, a Amazon cresceu para ser um gigante do varejo, representando quase metade de todos os bens comprados online. Mudando esse estoque é uma empresa enorme, e aquela que a Amazon procura automatizar o máximo possível.

No ano passado, um robô Aussie chamado Cartman pegou o primeiro prêmio em um concurso para tentar melhorar os sistemas de automação nos armazéns da Amazon – ele pode identificar itens e colocá-los nos recipientes certos.

Amazon também está observando o uso de drones autônomos para levar seus pacotes entregues, embora não seja a única empresa com essa ideia.

Teremos que esperar pra ver se essas pulseiras serão usadas para rastrear os movimentos dos trabalhadores em detalhes ainda maiores. Ou seria uma medida para mapear os movimento de meros consumidores?

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.