Os veículos autônomos conseguem andar sem um humano devido a marcas visíveis na estrada, mapas detalhados em 3D e GPS. É devido à necessidade destas indicações que as empresas têm escolhido testar e utilizar os seus carros autônomos em cidades e subúrbios.

Porém, pesquisadores do Laboratório de Ciências Computacionais e Inteligência Artificial da MIT desenvolveram um novo sistema que permite a veículos autônomos conduzirem em estradas em que nunca estiveram e sem mapas 3D.

Este sistema é especialmente útil para estradas rurais e combina data simples do de GPS, informação do Google Maps e uma série de sensores para observar as condições da estrada.

Este sistema foi testado em estradas de terra em Devens, Massachusetts, e conseguiu antecipar com eficiência a estrada até 30 metros antes.

Os testes foram feitos em colaboração com a Toyota Research Institute. Foi utilizada a tecnologia Toyota Prius com sensores LIDAR e IMU para detectar o estado da estrada e adaptar a condução do automóvel.

Num artigo de explicação para o público leigo, os pesquisadores da MIT indicam como esta tecnologia dispensa a utilização de mapas 3D: “O MapLite utiliza sensores para todos os aspectos de navegação, precisando apenas de data do GPS para obter uma estimação da localização do carro. O sistema cria um destino final e aquilo a que os investigadores chamam “um objetivo de navegação local”, que deve se encontrar dentro da visão do carro.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.