Em 27 de março, a Marinha dos EUA tornou público um memorando dirigido à Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês), no qual se alarmava sobre a velocidade da implementação do 5G no país.

Em estudos prévios da Nasa e da Agência Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), há um adverte sobre a degradação que os sistemas de previsão meteorológica podem sofrer se o desenvolvimento da tecnologia 5G não for adequadamente regulado.

Além disso, há também preocupação das forças armadas, já que ações militares navais e aéreas dependem muito de prognósticos climáticos para serem realizadas de modo seguro.

Acredita-se que o 5G poderia interferir diretamente no tipo de banda usado para medir o vapor da água, “requerido para obter parâmetros tangíveis de precipitações, como neve, gelo, chuva e altura das ondas”, afirma o memorando da Marinha.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.