Os cientistas da Universidade de Copenhague determinaram um mecanismo capaz de impedir a mutação das células do corpo humano. Estes são erros no DNA que podem danificar o código genético e causar sérios distúrbios, incluindo doenças oncológicas.

é um resultado de muitos anos de trabalho. Em 2011, o grupo de Jiri Lukas, responsável pelo estudo descobriu que danos herdados ao DNA causados ​​por problemas durante a replicação do DNA são protegidos em organelas especializadas são chamadas proteína 53BP.

Processos celulares normais, como a replicação do DNA, constituem uma causa mais problemática de danos no DNA. Esses processos não podem ser evitados porque são inevitáveis ​​sempre que as células se dividem. A escala desse problema é melhor ilustrada quando percebemos que nossos corpos são compostos por sucessivas divisões de trilhões de células, todas originárias de um único óvulo fertilizado.

Todos os dias, um quarto de um trilhão de células no corpo humano adulto continua a se dividir para reabastecer tecido velho ou danificado. Entre a multiplicidade de danos no DNA incorridos durante cada processo de divisão celular, os mais perigosos são aqueles que podem ser passados ​​das células-mãe para as células-filhas recém-nascidas. Esse dano hereditário ao DNA é o verdadeiro “inimigo interno” que não pode ser simplesmente evitado pelas mudanças no estilo de vida.

Entretanto, se as células danificadas não forem modificadas, podem causar doenças graves, incluindo câncer.

Os pesquisadores preveem que os resultados do estudo recente poderiam ajudar a desenvolver novos medicamentos capazes de combater o câncer, causados ​​por alterações no DNA.

Achou útil essa informação? Compartilhe com seus amigos! xD

Deixe-nos a sua opinião aqui nos comentários.

Quer ficar por dentro do assunto Smart City, o mais falado no Brasil e no mundo? Deixe seu e-mail e receba em primeira mão! clicando aqui.